Twitter restringe a conta da campanha Trump e proíbe o tweeting

ANÚNCIO

Twitter Inc na quinta-feira restringiu temporariamente o conta da campanha eleitoral do presidente americano Donald Trump de twittar, dizendo que um vídeo da conta sobre o filho do candidato democrata à presidência Joe Biden violou suas regras.

Twitter restringe a conta da campanha Trump e proíbe o tweeting
Foto: (reprodução/internet)

O vídeo postado pela conta @TeamTrump se referia a uma história do New York Post de quarta-feira (14) que continha supostos detalhes dos negócios de Hunter Biden com uma empresa de energia ucraniana e disse que o ex-vice-presidente havia se reunido com um conselheiro da empresa.

ANÚNCIO

Joe Biden é um mentiroso que vem roubando nosso país há anos”, o vídeo foi legendado.

Presidente Trump contra as regras

O Twitter disse que o vídeo violou suas regras contra a publicação de informações privadas, acrescentando que a conta pode precisar deletar o post para continuar a tweetar.

“Vai tudo acabar em uma grande ação judicial e há coisas que podem acontecer que são muito severas que eu preferiria não ver acontecer, mas provavelmente vai ter que acontecer”, disse Trump, quando perguntado sobre a mudança pelo Twitter.

ANÚNCIO

Leia também: O Twitter contra fake news: A plataforma já sofre mudanças

O Twitter disse na quarta-feira (14) que a história do Post violou sua política de “materiais hackeados”, que proíbe a distribuição de conteúdo obtido através de hacking que contém informações privadas ou segredos comerciais, ou coloca as pessoas em risco de dano físico.

Facebook Inc e Twitter tomaram medidas pró-ativas na quarta-feira para restringir a divulgação da história do Post nas horas após sua publicação.

O Twitter havia colocado restrições semelhantes por conta da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany na quarta-feira, após ela ter compartilhado a história do Post.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fonte: Reuters

ANÚNCIO