Virgin Group escolhe estado nos EUA para testar sistema de transporte futurista

ANÚNCIO

O centro de certificação servirá como o local para testes, desenvolvimento e validação da tecnologia.

Virgin Group escolhe estado nos EUA para testar sistema de transporte futurista
Foto: (reprodução/internet)

A Virgin Hyperloop One anunciou seu plano de construir um centro de certificação de 500 milhões de dólares para avançar sua visão sobre o futuro do transporte de alta velocidade em West Virginia. O estado servirá como um local para testes, desenvolvimento e validação da tecnologia que sustenta o sistema – ainda teórico – do hyperloop.

ANÚNCIO

Não existe um transporte que utiliza a teoria de hyperloop e seja totalmente funcional no mundo, e ele nunca foi testado com passageiros humanos. 

Mas o governo federal estabeleceu recentemente a estrutura para regulamentar o hyperloop, dando esperança a empresas como a Virgin Hyperloop One de que ele poderá eventualmente desbravar terreno em um sistema de hyperloop operacional de tamanho normal. 

Para isso, ainda precisará arrecadar milhões de dólares em fundos, adquirir terrenos e certificar que o hyperloop pode ser operado com segurança. O que é tudo para dizer que o hyperloop ainda está muito distante.

ANÚNCIO

As metas do grupo Virgin

O centro de certificação é um primeiro passo para esse objetivo, disse Richard Branson, fundador do Virgin Group, que adquiriu a Hyperloop One em 2017. 

“O Centro de Certificação Hyperloop é o início da jornada do hyperloop em West Virginia, para os Estados Unidos e para o mundo”, disse Branson em uma declaração. 

“Estamos um passo mais perto de tornar a viagem hyperloop uma realidade para as pessoas em todos os lugares”.

Dezessete estados estavam se esforçando para se tornar o futuro local do primeiro centro de certificação da empresa. No ano passado, a Virgin Hyperloop embarcou em um evento nacional para vender sua visão futurista de transporte a velocidades ultra-rápidas.

Leia também: Empresa revela protótipo de jato supersônico comercial

A Virgin Hyperloop One tem uma instalação de testes no deserto ao norte de Las Vegas, onde enviou repetidamente seu módulo de levitação magnética através de um tubo quase sem ar a velocidades de até 370 km/h. Isso é rápido, mas muito menor que a velocidade máxima de 1126 km/h.

A empresa acredita que precisaria de mais 2.000 metros de pista para atingir essa velocidade.

Desafios do projeto Hyperloop One

O mais recente esforço de captação de recursos da Virgin Hyperloop One foi em 2019, quando obteve US$172 milhões em novos financiamentos

Pelo menos US$ 90 milhões vieram da operadora portuária DP World de Dubai, que anteriormente investiu US$ 25 milhões na empresa e já tem dois assentos no conselho de administração da empresa inicial.

A Virgin Hyperloop One está procurando construir seu primeiro sistema hyperloop não nos EUA, mas na Índia

Seu projeto no distrito oeste de Maharashtra visa tornar-se o primeiro sistema certificado como seguro para passageiros humanos. Autoridades de lá nomearam a empresa e seus parceiros como os originadores do projeto de infra-estrutura multibilionário.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: The Verge, US Departament of Transportation

ANÚNCIO