Três explosões registradas em Beirute em uma semana

ANÚNCIO

Na terça-feira, 15 de setembro, um incêndio irrompeu no mercado de Beirute. Um prédio projetado por um famoso arquiteto iraquiano pegou fogo quando estava sendo reparado a partir da grande explosão de Beirute no último 4 de agosto, que matou pelo menos 200 pessoas. Este incidente de incêndio já era a terceira vez na mesma área da última explosão dentro desta semana.

Três explosões registradas em Beirute em uma semana
Foto: (reprodução/internet)

Um famoso edifício em reparo devido à recente explosão de Beirute em 4 de agosto, foi recentemente incendiado. Nenhum ferimento ou acidente foi relatado no incidente.

ANÚNCIO

Entretanto, a localização do edifício era perto do porto onde ocorreu a explosão. O Arab News relatou que ainda não foi encontrada nenhuma causa por trás do incêndio.

O edifício foi na verdade projetado pelo falecido arquiteto britânico nascido no Iraque, Zaha Hadid.

O primeiro tenente Michel Al-Murr, dos bombeiros de Beirute, identificou que somente o exterior do edifício estava danificado, que tinha materiais como “fibra de vidro e resina, e comprimido”.

ANÚNCIO

O prédio estava programado para ser consertado desde 2019. Entretanto, devido a atrasos causados pelo coronavírus e pela recente explosão, o edifício de Hadid não atingiu sua data de inauguração para os visitantes.

“Deveria ter sido terminado em 2019, mas os eventos ruins continuam no centro de Beirute, a data de sua inauguração foi adiada. Agora, duvido que ele volte depois destas perdas”, disse Abdul Rahman Sultan, o proprietário da empresa siderúrgica que estava trabalhando na implementação do projeto da fachada do edifício, disse ao Arab News.

Leia também: Incêndio irrompe no porto de Beirute um mês após primeira explosão

Beirute ainda em choque

Dois incêndios recentes foram noticiados em Beirute, incluindo um enorme incêndio na quinta-feira, 10 de setembro. Esse incêndio causou pânico aos moradores que moravam perto da área, uma vez que a explosão colossal em Beirute só aconteceu há mais de um mês.  

Assim como esta atual, ainda não foram relatadas causas de incidentes de incêndio.  

Na explosão de 4 de agosto pelo menos 200 morreram, e mais de 6.000 pessoas ficaram feridas devido a essa explosão. O Exército do Líbano encontrou um conteúdo positivo de 4,35 toneladas de nitrato de amônio perto da entrada do porto de Beirute. 

Esta foi a substância química explosiva que se disse ser a principal causa da explosão maciça.  

Devido ao incidente, muitos grupos se revoltaram e protestaram contra o tratamento do caso pelo governo. Até mesmo alguns funcionários do Líbano se demitiram de seus postos devido ao incidente.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: Tech Times, Arab News, Aljazeera 

ANÚNCIO