Spotify Canvas abre um mercado para designers na plataforma

ANÚNCIO

O Spotify anunciou hoje (19) que aproveitou a aquisição da SoundBetter no ano passado, para criar um mercado para artistas que fazem tempates e artes para o Spotify.

Spotify Canvas abre um mercado para designers de arte do
Foto: (reprodução/internet)

O recurso, que começou a ser lançado no ano passado, é uma tentativa de alavancar a tecnologia, a fim de fazer uma alternativa mais envolvente para a arte padrão do álbum.

ANÚNCIO

Como apontou, as primeiras reações ao longa foram mistas, embora o Spotify aponte para alguns novos números em torno do envolvimento do usuário. De acordo com os ouvintes do serviço, são:

145% mais propensos a compartilhar a música;

5% mais chances de manter o fluxo;

ANÚNCIO

20% mais chances de acrescentar a música em uma playlist;

9% mais probabilidade de visitar uma página de perfil de artistas;

Leia também: Spotify compra plataforma Megaphone para monetizar podcasts

Oferecer esse recurso é parte de um impulso para ampliar a adoção da tecnologia, oferecendo destaque a alguns artistas que criaram visuais para artistas conhecidos.

O Spotify também estará lançando o acesso a mais artistas em todo o mundo como parte deste novo recurso.

O novo recurso para artistas

“Já que Canvas é um formato único para Spotify, queremos que seja o mais fácil possível para os artistas encontrarem artistas visuais para ajudá-los a criar visuais atraentes”, escreve a empresa.

“Depois de selecionar um designer, os artistas compartilham detalhes sobre sua música e sua visão criativa, que o designer então leva em consideração para criar uma arte personalizada para atender às suas necessidades”.

Leia mais: ‘Your Episodes’, a ferramenta de criação de playlist de podcast integrada do Spotify

É algo que os músicos terão que pesar contra as questões contínuas em torno da compensação via streaming. Dependendo do tamanho do artista/número de transmissões, o investimento poderia, potencialmente, dar frutos.

Este é o tipo de conta que as gravadoras tradicionalmente pagam (assumindo que elas não tenham seus próprios artistas preferidos na equipe), embora nada seja realmente um dado adquirido na indústria musical nos dias de hoje.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fonte: Tech Crunch, Spotify

ANÚNCIO