Mulher desaparecida por dois anos é encontrada viva no mar por pescadores

ANÚNCIO

A família de Angelica Gaitan não fazia ideia de onde ela estava durante os dois anos desde que perderam contato com ela – até sábado (26), quando dois pescadores se depararam com uma mulher flutuando no meio do mar com os olhos fechados e sem dizer uma palavra.

Mulher desaparecida por dois anos é encontrada viva no mar por pescadores
Foto: (reprodução/Rolando Visbal Lux)

Pescadores assustados que encontraram uma mulher flutuando no meio do mar e que mal conseguiu falar devido ao frio, ficaram surpresos ao descobrir que ela estava desaparecida há dois anos.

ANÚNCIO

Angelica estava tão enfraquecida pelo frio que mal podia responder quando falava com ela, o pescador Rolando Visbal chamando a mulher primeiro em espanhol, e depois em inglês, aparentemente tentando fazer com que a vítima o entendesse.

Angelica foi arrastada em direção ao barco numa corda amarrada ao salva-vidas que os pescadores haviam jogado anteriormente em sua direção.

O jornal La Libertad relata que eles tinham avistado o que pensavam ser um tronco no mar – antes de Angelica levantar as mãos para pedir ajuda.

ANÚNCIO

Leia também: Criança que é levada para alto mar em boia é resgatada por navio

Rolando é então visto lutando para levantar a mulher quase inconsciente para dentro do barco em Puerto Colombia, na Colômbia. 

De acordo com a Impacto News, em meio a lágrimas, Angélica contou a vários membros de sua família que sofreu abuso doméstico de seu ex-marido, Javier Castiblanco, razão pela qual decidiu viajar para o Equador e ficar isolada de sua família. Suas duas filhas negam esta afirmação.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: Mirror.co, La Libertad, Impacto News

ANÚNCIO