Privacidade ameaçada: Apple explica recente desligamento do servidor e medidas de segurança

ANÚNCIO

Quando a Apple lançou seu novo sistema operacional macOS ao público esse mês, ocorreram sérias interrupções no servidor que viram falhas generalizadas no download/instalação do Big Sur, o iMessage e o Apple Pay.

Privacidade ameaçada: Apple explica recente desligamento do servidor e medidas de segurança
Foto: (reprodução/internet)

Agora o pesquisador de segurança, Jeffry Paul, compartilhou suas preocupações com privacidade e segurança para Macs, especialmente os com Apple Silicon.

ANÚNCIO

O compromisso com os usuários

A empresa compartilhou sobre as falhas na segurança e detalhou que os IDs da Apple e a identificação do dispositivo nunca estiveram envolvidas com estas verificações de segurança do software.

Mas, indo adiante “durante o próximo ano”, a Apple estará fazendo algumas mudanças para oferecer mais segurança e flexibilidade para os Macs. Primeiro é que a Apple deixará de registrar endereços IP durante o processo de verificação de autenticações de aplicativos.

Leia também: Apple: Erro do servidor nas atualizações do iOS 14.3 em novos lançamentos

ANÚNCIO

Em segundo lugar, está implementando novas proteções para evitar problemas de falha do servidor. E finalmente, abordando a preocupação geral que Jeffry Paul levantou, a Apple vai lançar uma atualização para permitir que os usuários optem por não usar essas proteções de segurança para MacOS.

Proteções de privacidade, de acordo com a Apple

De acordo com a Apple, o macOS foi projetado para manter os usuários e seus dados seguros, respeitando sua privacidade.

“O software de segurança realiza verificações on-line para verificar se um aplicativo contém malware e se o certificado de assinatura do desenvolvedor é revogado.”

“Nunca combinamos dados destas verificações com informações sobre usuários Apple ou seus dispositivos. Não usamos dados destas verificações para saber que usuários individuais estão lançando ou rodando em seus dispositivos.”

Leia mais: MacBooks Silicon: Apple permite aplicativos iOS com novo processador

“A notarização verifica se o aplicativo contém malware conhecido usando uma conexão criptografada que é resistente a falhas no servidor.”

“Estas verificações de segurança nunca incluíram a ID da Apple do usuário ou a identidade de seu dispositivo. Para proteger ainda mais a privacidade, paramos de registrar os endereços IP associados às verificações de certificados de ID do Desenvolvedor, e garantiremos que quaisquer endereços IP coletados sejam removidos dos registros”, a empresa acrescentou.

As novas verificações de segurança da Apple

Com essa declaração, a Apple também divulgou próximas atualizações em seus sistemas, para garantir a segurança e privacidade dos usuários.

*Um novo protocolo criptografado para verificações de revogação de certificados de ID do Desenvolvedor;

*Forte proteção contra falha do servidor;

*Uma nova preferência para os usuários que optam por não participar destas proteções de segurança.

Entre a explicação de como tudo está funcionando e o compromisso com as mudanças futuras descritas acima, a Apple mostra que está ouvindo os usuários e colocando a privacidade e a segurança em primeiro lugar.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: 9to5 Mac, Apple

ANÚNCIO