Homem é flagrado tentando vender filha de 4 anos da namorada

ANÚNCIO

Homem é flagrado tentando vender a filha de 4 anos da namorada no posto de gasolina.

Harry Day foi preso depois de tentar se livrar da jovem por $2.500 (cerca de R$14.030,75) em um posto de gasolina no Kentucky, nos Estados Unidos.

ANÚNCIO
Homem é flagrado tentando vender filha de 4 anos da namorada 3
Foto: (reprodução/internet)

Harry Day também foi flagrado antes pela polícia, com metanfetamina e parafernália de drogas na casa onde o encontraram.

Descaso com a própria filha

Um homem que tentou vender a filha jovem de sua namorada por R$14.030,75 em um posto de gasolina enquanto estava drogado, foi preso há menos de um ano.

Harry Day foi preso depois que um homem ouviu sua conversa sobre a venda da menina de quatro anos e chamou a polícia no Kentucky, Estados Unidos.

ANÚNCIO

O homem de 29 anos de idade foi localizado em uma casa após a polícia ter conseguido o registro de seu carro.

Os policiais encontraram Day, a criança de 4 anos e a mãe, Gertrude Henson, de 26 anos, em casa.

A Polícia Estadual do Kentucky disse em declaração: “No local da residência, os policiais encontraram metanfetaminas e parafernália de drogas”.

Day foi acusado de promover o tráfico humano de uma criança menor de 18 anos e de dirigir sob a influência de bebida ou drogas.

 

Henson, que é mãe de dois, foi acusada de posse de metanfetamina, posse de substância controlada, posse de parafernália de drogas e duas acusações de ameaçar o bem-estar de um menor.

Homem é flagrado tentando vender filha de 4 anos da namorada 4

Seus dois filhos são de um relacionamento anterior.

Na segunda-feira, Day apareceu no tribunal e se declarou culpado da acusação de promover o tráfico humano, relata o jornal Times-Tribune of Corbin.

Um juiz sentenciou-o a 360 dias de prisão. Como parte do acordo de confissão, a acusação de embriaguez no volante foi retirada contra o Day.

Os detalhes sobre o caso de Gertrude Henson ainda não foram liberados.

 

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: Mirror.co.uk, The Times Tribune

ANÚNCIO