Facebook reformula Instagram e integra com o Messenger

ANÚNCIO

Facebook Inc disse na quarta-feira (30) que começaria a substituir o serviço de mensagens diretas dentro da Instagram por uma versão de seu aplicativo Messenger, o primeiro grande passo em seu plano de unir o envio de mensagens através de seu conjunto de aplicativos.

Facebook reformula Instagram e integra com o Messenger
Foto: (reprodução/internet)

A mudança permite aos usuários de cada serviço encontrar, enviar mensagens e realizar videochamadas com contatos no outro sem a necessidade de baixar ambos os aplicativos.

ANÚNCIO

Também introduz características como emojis personalizados e temas que são os pilares do Messenger, mas que não estavam disponíveis anteriormente na função de mensagens minimalista da Instagram, com novas características como mensagens desaparecidas.

Se os usuários aceitarem a atualização, o ícone de mensagens no Instagram mudará para o logotipo do Messenger. Assim como no Messenger, os usuários do Instagram – que não puderam encaminhar mensagens – poderão fazê-lo a um máximo de cinco pessoas ao mesmo tempo.

“O objetivo deste exercício é chegar ao ponto em que construímos algo uma vez e depois ele funciona em [aplicativos], para não termos que repetir a mesma coisa várias vezes”, disse o chefe do Messenger, Stan Chudnovsky.

ANÚNCIO

Atualizações nas plataformas do Facebook

Um lançamento inicial começará na quarta-feira (30) em alguns países não mencionados e logo será lançado globalmente”.

O chefe executivo Mark Zuckerberg anunciou pela primeira vez uma visão para o envio de mensagens cross-app no início do ano passado. A empresa eventualmente pretende integrar o WhatsApp e estender a criptografia de ponta a ponta entre os três serviços.

Leia também: Facebook Messenger adiciona Watch Together para permitir que você assista a vídeos com amigos

É provável que a mudança seja incluída nas deliberações antitruste sobre as aquisições da Instagram e da WhatsApp pelo Facebook, que são objeto de várias investigações.

Os especialistas em antitruste levantaram preocupações de que a integração dos serviços poderia dificultar questões da empresa por parte dos órgãos reguladores.

Chudnovsky disse que nenhuma nova categoria de dados de usuários seria trocada entre a Instagram e o Messenger além do que já era compartilhado, uma vez que ambos os serviços de mensagens têm confiado na mesma infra-estrutura back-end por anos.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fonte: Reuters, Facebook News

ANÚNCIO