Nova atualização do navegador para usuários do telefone Xiaomi

A fabricante chinesa de telefones Xiaomi lançou recentemente novas atualizações de software para seus aplicativos de navegador. Dias depois de a empresa ter sido atingida pela alegação de que estava rastreando o comportamento e coletando dados do seu Redmi Note 8.

Em um relatório no CNET.com, a Xiaomi disse que as atualizações de software permitiriam que os usuários de telefone desativassem a coleta de dados agregados enquanto estavam no modo de navegação anônima em seus aplicativos de navegador.

A Xiaomi possui três aplicativos de navegador, que são o Mi Browser, o Mi Browser Pro e o Mint Browser. A empresa acrescentou que os usuários de telefone podem baixar a nova atualização de software no Google Play.

Xiaomi lança Redmi Note 8 e Note 8 Pro a partir de R$ 1.799 ...

Acreditamos que essa funcionalidade, combinada com nossa abordagem de manter dados agregados de forma não identificável, vai além de quaisquer requisitos legais e demonstra o compromisso de nossa empresa com a privacidade do usuário“, disse Xiaomi à CNET.com.

ANÚNCIO

Violação da privacidade

Há uma semana, pesquisadores de segurança acionaram os alarmes sobre como a Xiaomi está usando os dados privados de seus usuários. Um relatório publicado na Forbes apresentou a ideia de que a fabricante de telefones chineses pode estar coletando dados nas visitas ao site de seus usuários e coletar informações sobre aplicativos usados e arquivos abertos nos dispositivos.

Um pesquisador de segurança afirmou que o navegador Xiaomi padrão em seu Redmi Note 8 “registrou todos os sites que ele visitou, incluindo consultas sobre mecanismos de pesquisa”. Ele acrescentou que sempre que o usava, o dispositivo monitorava “todos os itens visualizados em um recurso de feed de notícias do software Xiaomi“.

Outro pesquisador observou que a atividade de rastreamento continua mesmo quando ele está navegando no modo anônimo ou privado. Houve relatos de que os dados coletados estavam sendo empacotados e enviados para servidores remotos na Rússia e Cingapura.

Xiaomi atualiza Mi Browser para não coletar dados no modo anônimo ...

Nenhum regulamento violado

A Xiaomi evita as acusações e diz que sua prática não viola nenhum regulamento sobre a privacidade do usuário. A empresa chinesa observou que a privacidade e a segurança dos usuários estão no topo de sua prioridade.

Seguimos rigorosamente e somos totalmente compatíveis com as leis e regulamentos de proteção de privacidade do usuário em todo o mundo“, disse a empresa à CNET.com.

Como prova, a Xiaomi apresentou algumas de suas práticas de dados em uma postagem no blog. A empresa disse que eles coletam estatísticas agregadas de uso sobre questões como capacidade de resposta e desempenho que não podem ser usadas para identificar indivíduos.

O fabricante do telefone disse à CNET.com que só sincroniza o histórico de navegação na web se os usuários tiverem o recurso ativado em suas configurações. A empresa negou completamente a má conduta em sua prática e alegou que a Forbesentendeu mal seus princípios e políticas de privacidade de dados“.

Azul da cor do mar! Xiaomi oficializa nova variante para o Redmi ...

Em 2019, os dados mostraram que o Redmi Note 8 da Xiaomi era o telefone Android mais vendido em todo o mundo depois que o telefone fabricado na China conquistou o primeiro lugar nas vendas globais durante o quarto trimestre.

O Redmi Note 8 possui uma tela de 6,3 polegadas com o processador Snapdragon 665 octa-core, uma câmera traseira de 48MP e uma câmera frontal de 13MP. Também é executado no Android 9.0 Pie.

Atrás do Redmi Note 8 na categoria de telefones mais vendidos estão os Galaxy A10s da Samsung, Galaxy A20s, Galaxy A30s e Redmi Note 8 Pro da Xiaomi. Outro telefone Xiaomi, Redmi Note 7, também foi um produto quente em 2019.

 

Fonte: TechTimes

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

ANÚNCIO