Spotify, Epic Games, e muito mais estão se unindo contra a Apple

ANÚNCIO

Spotify, Epic, Tile, Match, e muito mais estão se unindo contra a Apple.

Spotify, Epic Games, e muito mais estão se unindo contra a Apple
Foto: (reprodução/internet)

Vários dos maiores críticos da Apple – incluindo Epic Games, Spotify, Basecamp, Match Group, Tile, Blix e Deezer – se uniram para criar a Coalition for App Fairness, um novo grupo com o objetivo de “criar um campo de igualdade para as empresas de aplicativos e dar às pessoas liberdade de escolha em seus dispositivos”.

ANÚNCIO

Enquanto a maioria dos membros fundadores estão contra a Apple por suas políticas de App Store, a Coalizão para a Igualdade de Apps marca um esforço mais coordenado para que os desenvolvedores protestem formalmente contra as regras da Apple. 

Alegações contra as políticas da Apple

O objetivo é também fornecer uma organização central para que os desenvolvedores se unam, especialmente aqueles que podem não ter o poder ou os recursos para enfrentar a Apple sozinhos.

A Coalizão diz que acolhe “empresas de qualquer tamanho, em qualquer indústria que estejam comprometidas com a proteção da escolha do consumidor, fomentando a concorrência e criando um campo de igualdade para todos os desenvolvedores de aplicativos e jogos globalmente”.

ANÚNCIO

“Estamos nos unindo à Coalition for App Fairness para defender os direitos fundamentais dos criadores para construir aplicativos e fazer negócios diretamente com seus clientes”, disse Tim Sweeney, CEO e fundador da Epic Games, em uma declaração anunciando a notícia.

Leia mais: Microsoft afirma que a Apple “continua sendo uma experiência ruim”, apesar de permitir xCloud e Stadia na App Store

A Coalizão para a Igualdade de Apps ou Coalition for App Fairness, cita três questões principais de disputa: 

A Apple cortou 30% de qualquer pagamento vendido em sua loja, a falta de outras opções competitivas para distribuição de aplicativos no iOS, e uma alegação de que a Apple usa seu controle sobre o iOS para favorecer seus próprios serviços.

App Store X Desenvolvedores

Nenhuma dessas acusações é nova. A Spotify, por exemplo, apresentou formalmente uma ação antitruste na União Europeia contra a Apple em relação a muitas dessas questões.

 A Basecamp entrou em conflito com a Apple no início deste ano, alegando que a Apple se recusava a aprovar atualizações para seu aplicativo Hey, a menos que vendesse assinaturas na loja da Apple.

 O Blix alegou que a Apple roubou suas ideias para o login de e-mails anônimos e depois o inicializou a partir da App Store. (A empresa tentou anteriormente reunir outros desenvolvedores para participar de sua luta). 

A Tile testemunhou no Congresso que a Apple usou sua plataforma para diminuir a usabilidade de seu produto no iOS. E, é claro, a Epic começou uma guerra contra o corte de 30% da Apple,que resultou na remoção do maior jogo do mundo da App Store.

As exigências dos desenvolvedores

A Coalition for App Fairness tem uma proposta de código de conduta que está pedindo à Apple – e a outros proprietários de plataformas – que adotem. Eles são ambiciosos e incluem pedidos para que os desenvolvedores não sejam forçados a usar uma loja de aplicativos exclusiva. 

Pedem que todos os desenvolvedores tenham igual acesso às mesmas informações técnicas que o proprietário da plataforma, e que os desenvolvedores não sejam forçados a pagar “taxas ou quotas de receita injustas, irracionais ou discriminatórias”, para serem listados em uma loja de aplicativos.

Leia também: Alguns aplicativos não funcionam mais em iPhones ou iPads com iOS 14

A Coalition for App Fairness espera ganhar influência sobre a Apple através de uma frente unida de desenvolvedores. Mas mesmo que outros desenvolvedores se unam, a Apple ainda detém todos os cartas.

Enquanto o Spotify, Match, Basecamp e os demais protestam contra as regras da Apple, no final do dia, eles ainda estão colocando seus aplicativos na App Store e pagando as taxas da Apple. 

Enquanto este for o caso, com a falta de intervenção legal, é difícil ver a Apple aceitar qualquer uma destas exigências – não importa quantos desenvolvedores reclamem.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: The Verge, App Fairness

ANÚNCIO