Regulamentos chineses dão ao TikTok dificuldades para vender direitos de para os EUA

ANÚNCIO

A exigência dos Estados Unidos para permitir que o reinado da TikTok continue no país está se aproximando de seu prazo de 15 de setembro, e a ByteDance parece não fazer nenhum progresso, além de uma nova regulamentação chinesa que pode diminuir a chance de sua venda para corporações americanas.

Regulamentos chineses dão ao TikTok dificuldades para vender direitos de para os EUA
Foto: (reprodução/internet)

A ByteDance enfrenta dificuldades ao se aproximar da proibição da TikTok nos 100 milhões de usuários do país.

ANÚNCIO

Após a ameaça do presidente Donald J. Trump de proibir a operação da TikTok nos Estados Unidos, ByteDance procurou corporações americanas para comprar os direitos de operação do aplicativo de streaming de vídeo curto. A TikTok pode ser permitida pelo Presidente dos Estados Unidos, desde que seja administrada e seja de propriedade de uma corporação americana.

O presidente americano teme que TikTok e ByteDance possuam informações sensíveis sobre os americanos e tenham controle sobre a privacidade de mais de 100 milhões de americanos que usam o aplicativo.

O TikTok teria sido banido em agosto, mas o presidente Trump deu um novo prazo que pede que o aplicativo chinês seja vendido às empresas americanas e dê uma pequena porcentagem ao Tesouro Americano.

ANÚNCIO

As repercussões da decisão dos EUA

A Microsoft é a primeira empresa a apresentar seu interesse em adquirir os direitos de operação da TikTok nos Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia. O Twitter segue expressando sua intenção de adquirir o aplicativo e é sucedido pela Oracle, uma empresa multinacional de tecnologia.

Com a aproximação do dia 15 de setembro, ByteDance, LLC, está longe de um acordo com as três empresas que apresentaram sua intenção de adquirir os direitos da operação, mais um muro impede a venda da TikTok. Um novo regulamento chinês exige uma participação na papelada e no acordo antes de proceder à venda propriamente dita.

Segundo o The Edge Singapore, a nova regulamentação do governo chinês apresenta um obstáculo significativo à venda da TikTok da ByteDance às corporações americanas. 

O relatório também especula que a ByteDance pode falhar o prazo de 15 de setembro e pode resultar na proibição do aplicativo em solo americano.

As exigências das autoridades chinesas

Certas autoridades chinesas estão alegadamente exigindo que a ByteDance apresente sua proposta à parte revisora para revisar as questões técnicas e financeiras da venda antes de entregá-la às empresas americanas interessadas.

A revisão das referidas autoridades chinesas será substancial e levará muito tempo antes da aprovação, sem mencionar a possível rejeição ou revisão da documentação. 

As autoridades chinesas não deram diretrizes específicas sobre como a minuta seria aprovada e que acordo seria considerado adequado para ser feito.

As propostas da Microsoft e da Oracle foram apresentadas logo antes que as referidas regulamentações entrassem em vigor. Entretanto, isto não garante que as solicitações enviadas pelas empresas americanas não fossem submetidas a uma regulamentação rigorosa.

De acordo com o relatório, ByteDance certamente falhará o prazo de setembro devido à natureza do prazo do regulamento. Este acontecimento representa uma fatalidade iminente para as operações da TikTok no país, pois uma proibição ameaçará sua existência e uso.

 Washington e o presidente Trump estão em silêncio sobre a venda do TikTok e a questão da proibição, apesar da aproximação do prazo. 

Os influenciadores do TikTok também estão preocupados com a possibilidade de que esta proibição venha a ter um impacto sobre eles, pois seus esforços para migrar seus seguidores e telespectadores para aplicações semelhantes, como o Instagram, enfrentam a ameaça da probição.

Traduzido e adaptado pela equipe Revolução.etc.br

Fontes:Tech Times, The Edge Singapore

ANÚNCIO