Rave nas cavernas na Noruega leva dezenas de pessoas ao hospital

ANÚNCIO

Motores a diesel na festa lotada levaram a um nível perigosamente baixo de oxigênio na caverna, disseram os bombeiros.

Rave nas cavernas na Noruega leva dezenas de pessoas ao hospital
Foto: (reprodução/internet)

Dezenas de ravers foram levados ao hospital com envenenamento por monóxido de carbono depois de uma festa em uma caverna lotada em Oslo, disse a polícia.

ANÚNCIO

Cerca de 200 pessoas se reuniram em uma caverna na capital norueguesa para uma festa de aniversário, não percebendo o perigo de usar geradores a diesel em um espaço tão apertado, disse a polícia de Oslo.

Um total de 25 pessoas foram hospitalizadas como resultado da exposição ao monóxido de carbono, sete das quais estavam inconscientes na chegada, informou o jornal Dagsavisen de Oslo. Cinco pessoas foram gravemente feridas, disse a polícia.

Dois dos pacientes eram policiais que foram expostos ao gás nocivo enquanto ajudavam a evacuar os festeiros.

ANÚNCIO

Leia também: Homem é morto por urso polar em uma ilha na Noruega

Um sistema de som tinha sido colocado na caverna e era alimentado por geradores portáteis a diesel, que combinados com o grupo que participava da festa, eram suficientes para reduzir o nível de oxigênio para cerca de 16%, muito abaixo do que é seguro, disse Ronny Andersen, dos Bombeiros de Oslo, aos repórteres locais.

Os bombeiros trabalharam durante a noite para levar oxigênio para a caverna, bombeando através de um tubo na entrada de 1x1m, disse o Sr. Andersen ao jornal norueguês VG.

Um perigo subestimado

“Foi uma rave em homenagem ao aniversário de alguém, participantes com quem falamos tinham entre 20 e 30 anos de idade”, disse Arve Rotterud da Polícia de Oslo.

O Sr. Rotterud disse que a polícia foi alertada sobre o incidente quando um festeiro acenou para um carro  da polícia na beira da estrada no distrito central de São Hanshaugen, em Oslo.

O envenenamento por monóxido de carbono deveria ser levado a sério e vários estavam sob a influência de drogas quando saíram, poderia ter sido muito pior”, disse o Sr. Rotterud.

“Encorajamos qualquer pessoa que esteve na festa e sentiu desconforto a contatar o serviço de saúde”, disse a polícia de Oslo em uma declaração.

Traduzido e adaptado por equipe Revolucao.etc.br

Fontes: Independent.uk, Dagsavisen,VG.no

 

 

ANÚNCIO