iFood iniciará testes para entrega com drones

Uma das melhores invenções nos últimos 10 anos, sem dúvidas, foram os aplicativos de entrega de comida. No entanto, um grande desafio segue presente: realizar as entregas de forma rápida. Isso é algo que o iFood está prestes a solucionar.

Há alguns dias, a empresa comunicou o início de um novo projeto. Trata-se da implementação de drones no sistema de delivery. De acordo com a informação, isso será possível devido a uma parceria firmada com a SpeedBird Aero, empresa especialista neste assunto.

iFood
Foto: (divulgação/iFood)

Curtiu a ideia? Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre a novidade e como está o andamento para que ela seja implementada.

A implementação dos drones

Não, você não entendeu errado e o seu lanche literalmente irá chegar voando até você nos próximos dias. A expectativa da iFood é que já agora, neste mês de setembro, seja dado início à primeira fase para implementação deste projeto. A cidade escolhida para serem realizados os primeiros testes foi Campinas, no interior de São Paulo.

Segundo o que foi dito pela empresa subsidiária da Movile, os primeiros experimentos devem ocorrer no Shopping Iguatemi. O destino inicial será sempre a central de distribuição do iFood. Então, quando chegarem até a central, eles partirão para o destino final através dos motoboys.

ANÚNCIO

A empresa explica um pouco a respeito desta logística estabelecida:

“O drone ainda não fará entregas na janela dos clientes. A ideia é que ele complemente a operação dos modais tradicionais. Em um shopping, por exemplo, os entregadores podem levar até 12 minutos para retirar o pedido no restaurante e, com o uso do drone, esse tempo varia entre 30 segundos e 1 minuto”.

iFood tem grande expectativa

A grande expectativa gerada sobre esta novidade está relacionada ao tempo de entrega que os drones poderão reduzir. Esta é uma afirmativa não só do iFood, como também do UberEATS e da Wing. A Speedbird Aero já realizou alguns testes com seus equipamentos de voo, e o equipamento que a iFood irá utilizar fez 1,5 km dentro de apenas 4 minutos.

O dispositivo criado por esta empresa se utiliza de uma tecnologia totalmente brasileira, desenvolvido com foco exato para atender a este novo segmento do mercado. Com a sua estrutura física, será possível levar pedidos que pesem até 2 kg, conseguindo bater uma autonomia de velocidade de 40 km/h.

Além da rapidez que será conferida à entrega dos lanches, o drone também assegura que o pedido chegue em boas condições de temperatura. Afinal, ele conta com um bom isolante térmico. O alcance de altura é de 60 m, podendo chegar até o 20º andar de um prédio.

A respeito das questões burocráticas, como a liberação dos planos de voos por parte de órgãos reguladores, ficará por conta da Speed Bird. Isso também é válido para o desenvolvimento e para a operação dos drones.

ANÚNCIO