General Motors constrói vans elétricas

ANÚNCIO

Os veículos elétricos (EV) estão recebendo mais atenção com inúmeras notícias automotivas sobre tecnologias EV que circulam todos os dias. No entanto, eles ainda representam apenas uma parte das vendas gerais de veículos, principalmente no varejo.

Isso se deve principalmente ao alto custo da maioria dos veículos elétricos, em comparação com os veículos de combustão interna mais baratos disponíveis no mercado. Além disso, a tecnologia EV ainda tem um longo caminho a percorrer antes de se tornar comparável aos seus equivalentes de combustão em termos de conveniência.

ANÚNCIO

General Motors lança linha de vans elétricas para comércio eletrônico e entregas

Embora os clientes individuais pareçam demorar para adotar a tecnologia ecológica, os clientes comerciais estão sempre procurando uma vantagem. É por isso que as vans de entrega elétrica estão se tornando cada vez mais atraentes para empresas com grandes frotas, principalmente por causa de seus custos reduzidos de manutenção e combustível.

O mercado ainda não viu uma van elétrica projetada para esse fim que pode levar as empresas a mudarem massivamente. Isso pode mudar em breve.

Models of the Rivian-built Amazon electric delivery vans are seen in this handout photo in Plymouth

ANÚNCIO

Com base em um relatório da Reuters publicado na quinta-feira, 4 de maio, a GM pode ter uma solução para isso.

Várias fontes disseram à Reuters que a empresa está de fato trabalhando em uma van elétrica que provavelmente interromperia o forte controle da Tesla no mercado de veículos elétricos. Enquanto a tesla produz EVs, a empresa até agora ignorou as vans.

Segundo fontes de Reuter, o veículo será chamado de BV1 internamente e seria produzido em conjunto com sua linha de caminhões elétricos na fábrica de Detroit-Hamtramck a partir de 2021.

No entanto, ainda não está claro se a GM venderia esta van sob uma de suas marcas de caminhões ou van existentes, Chevrolet, GM ou Hummer, ou se lançaria outra marca ou ressuscitaria uma antiga.

Então, com quem a GM está competindo?

Com base no Road Show da CNET, a linha de veículos elétricos da GM permanece um boato até a empresa anunciar oficialmente seu lançamento. Mas com quem ele está competindo neste lado da indústria?

Ford Transit

Durante muito tempo, a Ford produz o Ford Transit, um veículo comercial leve que está no mercado desde 1965, antes de ser comercializado como van de passageiros em 1995.

No entanto, em março, o Tech Crunch informou que a Ford produzirá uma versão totalmente elétrica do furgão de carga Ford Transit. Como parte do investimento de mais de US $ 11,5 bilhões da empresa em eletrificação, o modelo 2022 estará inicialmente disponível para o mercado norte-americano.

Ford Transit minibus at St. Joseph's Primary School, Wetherby, West Yorkshire. Taken on the evening of Easter Monday the 22nd of April 2019.

A decisão de incluir vans comerciais em seus planos de eletrificação baseia-se no aumento das vendas da Ford nos EUA e nas perspectivas de crescimento futuro da empresa.

As vendas de caminhões e frotas de caminhões da Ford nos EUA cresceram 33% desde 2015 e a empresa espera que continue melhorando suas vendas de caminhões nos EUA à medida que o comércio eletrônico e as entregas de última década aumentam. Até 2025, a Ford espera que os veículos elétricos ocupem 8% de toda a indústria automotiva nos EUA.

Furgão elétrico Amazon-Rivian

Além disso, a Amazon investiu na startup Rivian para trabalhar em uma van elétrica projetada propositadamente para a linha de entrega da empresa de comércio eletrônico. Segundo a Roadshow, a Rivian pretende lançar suas primeiras vans no próximo ano. Ele integrará o Alexa e todas as tecnologias necessárias sem a necessidade de dispositivos externos.

A iniciativa de EV faz parte do “compromisso da Amazon” de alcançar as metas do Acordo Climático de Paris em 2040, 10 anos antes do objetivo inicial. O objetivo é produzir 100.000 dessas vans até 2030.

Enquanto a tecnologia EV atualmente ocupa apenas uma pequena parte do mercado de veículos de varejo, as vans comerciais elétricas podem pressionar mais empresas a analisá-la e iniciar ou expandir sua linha de veículos elétricos.

 

Fonte: TimesTech

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

ANÚNCIO