Facebook proíbe divulgações do filme sobre COVID-19

ANÚNCIO

Um novo filme ou, como podemos chamar, uma nova teoria da conspiração retrata o coronavírus pelo outro lado e tem Bill Gates como personagem.

O filme “Plandemic: Indoctornation” foi proibido pelo gigante das mídias sociais, Facebook, depois que seu lançamento inicial facilitou uma proliferação generalizada de informações falsas sobre a pandemia da COVID-19.

ANÚNCIO

A Freedom Platform TV é a produtora por trás do curta-metragem, mas também recebe a fama de uma teórica da conspiração. O filme está atualmente disponível em seu website e pode ser transmitido online.

Facebook proíbe divulgações do filme sobre COVID-19 1
Poster do novo Filme “Plandemic Indoctornation” Foto: (reprodução/internet)

Uma das maiores plataformas de mídia social do mundo, Facebook, baniu recentemente o filme e seu link de ser compartilhado no site devido à sua natureza, que dá informações não verificadas e não concretas sobre a pandemia global, COVID-19.

O site de notícias Mashable relata que o filme foi banido apenas nesta terça-feira, 18 de agosto.

ANÚNCIO

Atualmente, o compartilhamento do link e do próprio vídeo no Facebook é proibido e imediatamente sinalizado pela mídia social.

Uma mensagem pop-up aparecerá toda vez que alguém tenta compartilhar: “Você não pode postar isto” e que a URL é um spam que vai contra as Normas da Comunidade do Facebook.

Facebook proíbe divulgações do filme sobre COVID-19 2
Foto: (reprodução/internet)

Uma série de mensagens pop-up também aparecerão nos computadores dos usuários enquanto eles tentam postar na plataforma, explicando como o link é uma violação e uma ameaça potencial à comunidade do Facebook.

Usuários apoiam a teoria de conspiração de COVID-19

Enquanto o Facebook prepara uma declaração oficial sobre o assunto, pessoas tentando em vão compartilhar o vídeo, lotaram a seção de comentários no site responsável por sua principal divulgação.

“Não podem compartilhar isso no Facebook, eles estão bloqueando”, diz um post. ” Apoio à teoria que este filme apresenta”.

” Eu nem posso compartilhar o link no Facebook porque diz ”violação às nossas regras”, diz outro comentário.

“Copiar o link e enviar para as pessoas pelo Messenger”, instrui um comentarista na tentativa de divulgar o vídeo.

Um franquia de filmes que espalha terror

O primeiro filme de mesmo nome, Plandemic se tornou viral nas mídias sociais, assumiram uma perspectiva diferente do que é confirmado sobre o COVID-19, dizendo equivocadamente que a areia da praia pode desenvolver imunidade contra a doença.

Entretanto, isto é negado e rejeitado por cientistas e especialistas, pois apresenta informações enganosas que podem levar as pessoas a acreditar.

Apesar da ameaça e da desinformação que ela traz, os teóricos e seguidores da conspiração ainda acreditam que esta é a informação “correta” e é um “abridor de olhos” para os céticos.

O primeiro vídeo de 26 minutos gira em torno da situação do coronavírus, como meio do governo e vários líderes da economia usarem o medo para lucrar em cima da população.

Leia também: Keanu Reeves afirma que Matrix 4 será “algo excepcional”.

O filme também focalizou a teoria de QAnon, uma teoria da conspiração de extrema-direita que se tornou popular nos Estados Unidos.

Nessa teoria o atual governo dos EUA liderado pelo Presidente Donald Trump estaria lutando contra uma organização secreta satânica composta por elites e personalidades de Hollywood que exploram crianças e as utilizam como escravas sexuais.

Não temos certeza de como retrataram isso no filme, mas agora temos ideia que as pessoas realmente se tornaram mais criativas em tempos de pandemia.

Bill Gates em filme sobre COVID-19

A sequência do filme de conspiração “Plandemic”, lançado inicialmente em maio desse ano, é revelada por seus produtores como um documentário de longa-metragem completo que expande mais sobre os temas presentes no primeiro filme.

Facebook proíbe divulgações do filme sobre COVID-19 3
Foto: (reprodução/internet)

O site de notícias Verge, afirmou que o filme se aprofunda a temática sobre a conspiração de que a pandemia é trazida por aqueles que têm influências notáveis e que a doença é encenada.

Em “Plandemic: Indoctornation” também podemos ver que até o co-fundador da Microsoft, o bilionário Bill Gates orquestrou o lançamento da pandemia que colocou o mundo em perigo.

O repórter, Davey Alba, do jornal New York Times, compartilhou seus pensamentos sobre a sequência em sua conta no Twitter (@daveyalba), que gerou uma thread na rede social. Alba então apontou vários tópicos que foram declarados como desinformação no filme e os corrigiu com fatos e links.

“Assistindo Plandemic 2 ao vivo”, diz Alba.

Alba já ouviu uma falsa informação afirmando que o Dr. Fauci, principal cientista dos EUA no combate ao coronavírus, que contradiz Trump sobre cloroquina, e outros especialistas médicos, estavam por trás de um esquema para lucrar com a pandemia do coronavírus.

Alba esclareceu informações sobre a Dra. Judy Mikovits, uma ativista anti-vacina e cientista desacreditada, sobre não ser acusada criminalmente contra suas falsas alegações de que Gates e o Dr. Anthony Fauci eram os mestres por trás da pandemia para obter lucro.

Atualmente, o site compilou entrevistas em vídeo separadas dos chamados “especialistas” no filme da teoria da conspiração. Os apoiadores e crentes das falsas informações utilizam um link alternativo que ainda é proibido pelo Facebook para serem compartilhados on-line.

 

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: Tech Times, Mashable, The Verge.

ANÚNCIO