Facebook adiciona recursos de compras e preços ao WhatsApp Business

ANÚNCIO

O Facebook tem feito uma grande jogada para ser um parceiro para pequenas e médias empresas que usam a internet para fazer conexões com o mundo todo, e sua plataforma de mensagens WhatsApp, com cerca de 50 milhões de empresas e 175 milhões de pessoas enviando mensagens (e mais de 2 bilhões de usuários no total), tem sido uma parte central dessa jogada.

Facebook adiciona recursos de compras e preços ao WhatsApp Business
Foto: (reprodução/internet)

Agora, a empresa está fazendo três grandes acréscimos ao WhatsApp para preencher essa proposta.

ANÚNCIO

Está lançando uma forma de comprar e pagar por bens e serviços nos bate-papos da WhatsApp; vai de cabeça em cabeça com os provedores de hospedagem do mundo com um novo produto chamado Facebook Hosting Services para hospedar os ativos e atividades online das empresas.

Além disso o Facebook disse que finalmente começará a cobrar empresas usando o WhatsApp Business.

O Facebook anunciou a notícia em seu blog com os detalhes. 

ANÚNCIO

Compras no bate-papo

As empresas já estão usando o WhatsApp para apresentar informações sobre produtos e iniciar discussões para transações. 

Um dos desenvolvimentos mais recentes nessa área foi a adição de QR Code e a capacidade de compartilhar links de catálogos em chats, adicionados em julho. 

Ao mesmo tempo, o Facebook tem expandido as maneiras pelas quais as empresas podem exibir o que estão vendendo no Facebook e no Instagram, mais recentemente com o lançamento em agosto do Facebook Shop, seguindo um produto similar lançado na Instagram antes disso.

A mudança de hoje soa como uma nova forma de as empresas, por sua vez, usarem o WhatsApp tanto para se conectarem a esses catálogos Facebook, como a outros produtos, e depois comprarem itens, enquanto ainda permanecem no chat.

Leia também: Extensões do Chrome podem poupar dinheiro dos usuários, confira as melhores

Outras facilidades para comerciantes

O Facebook permitirá que os comerciantes adicionem botões de “compra” em outros lugares que levarão os compradores aos chats da WhatsApp para concluir a compra. 

“Também queremos facilitar às empresas a integração destes recursos em suas soluções comerciais e de clientes existentes”, observa o site. “Isto ajudará muitas pequenas empresas que foram mais impactadas neste período”.

Embora o Facebook não esteja chamando isto de WhatsApp Pay, parece que este é o próximo passo para as ambições da empresa de trazer pagamentos para o fluxo de chat de seu aplicativo de mensagens. 

As novas ferramentas do WhatsApp

Esse tem sido um longo e sinuoso caminho para a empresa, que finalmente lançou o WhatsApp Payments, usando o Facebook Pay, no Brasil, em junho deste ano, apenas para que ele fosse encerrado pelos órgãos reguladores por não atender a seus requisitos. (O plano tem sido expandi-lo para a Índia, Indonésia e México).

Serviços de Hospedagem do Facebook: Estes estarão disponíveis nos próximos meses, mas nenhuma data específica a ser compartilhada neste momento. “Estamos compartilhando nossos planos agora enquanto trabalhamos com nossos parceiros para tornar estes serviços disponíveis”, disse a empresa em uma declaração à TechCrunch.

“Hoje, todas as empresas que usam nossa API (Interface de programação de aplicações) estão usando ou uma solução local ou alavancando um fornecedor de soluções, ambas as quais requerem servidores caros para manutenção”, disse Facebook. 

“Com esta mudança, as empresas poderão optar por utilizar gratuitamente a própria infra-estrutura de hospedagem segura do Facebook, o que ajuda a remover um item caro para cada empresa que queira utilizar o WhatsApp Business API, incluindo nossos provedores de serviços comerciais, e os ajudará a economizar dinheiro”. 

Acrescentou que compartilhará mais informações sobre onde os dados serão hospedados mais perto de serem lançados.

Mais facilidade para os usuários

O Facebook já tem uma “loja de aplicativos” de tipos de parceiros com os quais trabalha para fornecer marketing e serviços relacionados às empresas que utilizam sua plataforma. Parece que planeja expandir isto, e vai vender a hospedagem junto com tudo isso, com o impulso de que a hospedagem no Facebook vai acelerar como tudo funciona.

“Fornecer esta opção tornará mais fácil para as pequenas e médias empresas começar, vender produtos, manter seu estoque atualizado e responder rapidamente às mensagens que recebem – onde quer que seus funcionários estejam”, observa.

Níveis de cobrança: Como seria de esperar, para incentivar mais adoção, o Facebook não tem cobrado pela WhatsApp Business até agora, mas tem cobrado por algumas mensagens comerciais da WhatsApp – por exemplo, quando as empresas enviam um cartão de embarque ou um recibo de comércio eletrônico para um cliente através dos trilhos do Facebook.

Leia também: Facebook Neighborhood: Nova ferramenta para comunidade local

“O que temos ouvido nos últimos anos é como a natureza conversacional das mensagens comerciais é realmente valiosa para as pessoas. Assim, no futuro, podemos procurar maneiras de atualizar como cobramos das empresas que reflitam melhor como elas são usadas”, disse-nos a empresa

“É importante observar que isto se relacionará com a forma como as empresas enviam mensagens. Como sempre, é gratuito para as pessoas enviarem uma mensagem a uma empresa”, acrescentou o Facebook.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fontes: Tech Crunch, Facebook Blog

ANÚNCIO