Ex funcionária do Facebook expõe manipulação de conteúdo pelo governo

ANÚNCIO

A mídia social mais proeminente do mundo e a empresa multinacional de tecnologia, Facebook, está enfrentando outro grande problema dentro de sua organização por permitir que notícias falsas e desinformação reine sobre seu site, permitindo que o governo manipule o conteúdo para enganar os cidadãos. 

Ex funcionária do Facebook expõe manipulação de conteúdo pelo governo
Foto: (reprodução/internet)

A denunciante do Facebook desvenda um escândalo chocante que abala a reputação e a identidade da empresa.

ANÚNCIO

Uma ex-cientista de dados do Facebook denunciou em um memorando inédito de 6.600 palavras ao BuzzFeed News -que a agência de notícias ainda não disponibilizou devido a razões de segurança.

 Sophie Zhang, a denunciante do Facebook, compartilha sua horrível experiência enquanto trabalhava para a empresa em um evento aparentemente “utópico” de caça e remoção de contas falsas.

Sophie Zhang declarou que o Facebook foi lento a agir ou mesmo ignorou a manipulação política presente nas mídias sociais, participada pelo governo de vários países contra seus cidadãos. Notícias falsas, desinformação e manipulação foram algumas das táticas utilizadas por vários partidos políticos e até mesmo por seus funcionários eleitos pelo governo para influenciar a opinião pública.

ANÚNCIO

Algumas das fraudes que Zhang encontrou nas mídias sociais chegaram até a notícias estrangeiras que afetaram vários países e cidades em todo o mundo.

O Facebook, mais uma vez, está enfrentando outro escândalo que abala sua integridade aos olhos do público. A empresa mal escapou das duras críticas e boicote dos neozelandeses ao movimento #DeleteFacebook sobre as recentes atividades da Milícia Kenosha, que a empresa não conseguiu parar.

Sophie Zhang: De funcionária para delatora 

Sophie Zhang aparece com revelações chocantes apoiadas em evidências e exemplos que condenam seu antigo empregador, Facebook, ao permitir e ignorar certas bandeiras vermelhas que iam contra suas Normas Comunitárias.

As tentativas flagrantes, de acordo com Zhang, estão aumentando nas mídias sociais com vários governos visando usar a plataforma em suas licitações. A manipulação política dos partidos estava presente nos países do Azerbaijão e de Honduras que usavam contas falsas e mentiam ao público para mudar determinados pontos de vista.

Leia também: Ciberataque da Microsoft: Rússia Irã e China contra Estados Unidos

Por outro lado, países como Índia, Ucrânia, Espanha, Brasil e Equador utilizaram a plataforma de mídia social para realizar campanhas coordenadas para promover e malignizar os resultados políticos, mudando o curso das eleições. 

Sophie Zhang trabalhou para a equipe de gerenciamento de falsificações de integridade do site Facebook, lidando principalmente com bots na plataforma, particularmente durante as eleições.

Ações de Zhang com o Facebook

As ações de Sophie Zhang durante seu emprego na empresa de mídia social a pressionaram a fazer coisas contra sua licitação e a agir em suas decisões pessoais contra uma disputa política específica encontrada no Facebook. Zhang também disse que seu julgamento foi usado para impor as políticas da empresa contra personalidades políticas individuais.

A posição de Zhang como funcionária de nível médio a levou a decidir e agir por diferentes países, pessoalmente responsável por mudar a direção de um impasse político em uma nação. Ela chegou ao ponto de dizer que tem “sangue” em suas mãos devido às atividades ignoradas no Facebook.  

Facebook: Ignorando as questões políticas ?

A mídia social mais proeminente do mundo ainda não está dando seu lado em relação a esta questão, mas a declaração de Zhang pinta um quadro sobre quem é o perpetrador. O denunciante diz que o Facebook ignorou ou tomou medidas muito tardias em relação a problemas específicos sensíveis ao tempo, que receberam atenção muito mais tarde do que deveria.

Sophie Zhang disse que até mesmo a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) sinalizou a empresa por ter tomado medidas em relação a uma “atividade russa inautêntica sobre uma figura política americana de alto perfil”. 

Várias outras inações são reveladas, sendo o Facebook passivo e ignorante sobre as questões.

As revelações de Sophie Zhang mostram o Facebook sob uma perspectiva diferente, expondo as deficiências da empresa e desvendando um escândalo maciço dentro da organização.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fonte: Tech Times, BuzzFeed

ANÚNCIO