Empresa deixa de usar motoristas humanos em veículos autônomos

ANÚNCIO

O CEO da Cruise, Dan Ammann, disse em uma declaração que a empresa obteve uma licença do Departamento de Veículos Automotores da Califórnia para deixar os carros viajarem por conta própria.

Empresa deixa de usar motoristas humanos em veículos autônomos
Foto: (reprodução/Paul Sancya)

A mudança segue-se ao anúncio feito na semana passada pela Waymo de que abriria seu serviço autônomo de transporte ao público na área de Phoenix em veículos sem motoristas humanos.

ANÚNCIO

Waymo, uma unidade da empresa mãe do Google, a Alphabet Inc., espera eventualmente expandir o serviço para a Califórnia, onde já possui uma licença para circular sem apoio humano.

“A Cruise chegou a um ponto em que está confiante que pode operar com segurança sem humanos nos carros”, disse o porta-voz Ray Wert à AP News

“Não há data para iniciar um serviço de carona, o que exigiria mais permissão do governo”, disse ele.

ANÚNCIO

“A Cruise vai percorrer bairro por bairro em São Francisco e começará a usar os veículos sem motorista lentamente, antes de se espalhar por toda a cidade”, disse ele. Ele realizará reuniões de bairro para responder às perguntas das pessoas, disse ele.

“Entendemos que esta é uma corrida de confiança, tanto quanto uma corrida tecnológica”, disse Wert. “Trata-se absolutamente de garantir que estamos fazendo isto com São Francisco”.

‘Corrida tecnológica’

Os movimentos de Waymo e Cruise, que são considerados entre os líderes em tecnologia de veículos autônomos, são passos importantes na marcha em direção à proliferação de carros que se auto dirigem.

O progresso em direção aos veículos autônomos diminuiu acentuadamente após um SUV de teste autônomo da Uber ter atropelado um pedestre em Tempe, Arizona, em 2018.

Steven Shladover, um engenheiro de pesquisa da Universidade da Califórnia, Berkeley, que estudou a condução autônoma por 40 anos, disse que os movimentos são os próximos passos lógicos de ambas as empresas em uma progressão gradual.

Leia também: Empresa de tecnologia abre caminho para carros sem condutores

“Eu não os vejo como passos revolucionários, mas eles são parte deste progresso para que a tecnologia possa funcionar sob uma gama mais ampla de condições”, disse ele.

Tanto o Cruise quanto o Waymo programam seus veículos para dirigir de forma mais conservadora que os humanos, mas ainda precisam progredir com segurança, disse Shladover.

Ele observou que o Cruise vai abordar primeiro áreas mais ‘fáceis’ em São Francisco antes de se aventurar em situações de tráfego mais complexas.

Traduzido e adaptado por equipe Revolução.etc.br

Fonte: AP News

ANÚNCIO