Princípio de pareto: A teoria 80/20 aplicada ao desenvolvimento de web

Sou fã do Yahoo. Isso é uma coisa que não se ouve muito por ai, geralmente o bam bam bam é sempre o Google. Mas o Yahoo tem umas sacadas para desenvolvedores que o Google não tem, como Hack Day e o Yahoo User Interface Blog. No YUI você encontra muita coisa interessante pouco divulgada por ai. Vi um dias desses um artigo chamado Performance Research, Part 1: What the 80/20 Rule Tells Us about Reducing HTTP Requests relacionando a teoria de pareto com ganhos de performance nos sites. A idéia em si não é nova e nem sua aplicação, ainda assim achei muito pertinente.

Leia maisPrincípio de pareto: A teoria 80/20 aplicada ao desenvolvimento de web

ROI – Retorno de investimento com web standards

ROI significa Return Of Investment, ou Retorno de Investimento. Já ouviu falar? O Michel vai explicar muito melhor que eu. Mas no geral ROI vem do interesse em saber quais foram os ganhos reais que um projeto obteve, sejam eles financeiros ou não, como aumentar a quantidade de acessos, tornar uma marca mais presente, aumentar o número de clique em um banner tornando-o mais atrativo, tornar a navegação mais rápida e descomplicada. Tudo isto está relacionado com ROI.

Leia maisROI – Retorno de investimento com web standards

O que você acha de esquecer 800 x 600?

UPDATE: O Bruno Torres e o Manoel Netto também escreveram sobre o assunto. Eu queria fazer mais uma pergunta sem ter que escrever outro post. Quais foram as razões que o A List Apart encontrou (na sua opinião) para não deixar o site com uma experiência confortável para usários com resolução de 800 x 600 e 640 x 480 (que ainda existem, acredite)? Se a resposta for “público alvo“, então eu tenho a minha justificativa para deixar em 1024, certo? A maior revista eletrônica do mundo sobre padrões web foi feita para 1024 como resolução mínima. Alguma objeção?

Leia maisO que você acha de esquecer 800 x 600?

Qual o seu fluxo de trabalho para testar seu CSS?

Quando você está desenvolvimento um CSS para um novo site, qual é o seu fluxo de trabalho de testes? Você segue algum método próprio? Você testa em quantos browsers? Você desenvolve com um ou mais de um browser aberto ao mesmo tempo? A medida que vamos ganhando mais experiência em desenvolvimento, nossa análise de risco pessoal vai ficando mais apurada, mais vacinada. Em geral eu acredito que a cada ano acrescentamos mais detalhes na forma como nós testamos e analisamos nosso próprio código.

Leia maisQual o seu fluxo de trabalho para testar seu CSS?

A reação da reinvenção do HTML: Vamos fazer um pouco de pressão?

Fazer pressão foi o termo mais apropriado que encontrei para um texto recente escrito pelo Roger Johansson, Molly E. Holzschlag, Lachlan Hunt e revisado pelo Ian Hickson e também publicado no Web Standards Project (você que não lê em inglês pode ter acesso a uma tradução aqui) em reação ao texto do Tim Berners-Lee e que eu escrevi algo sobre isto aqui. Em resumo o texto convida todo mundo a dar voz sugerindo novas features ao desenvolvimento do HTML 5 já iniciado pelo WHATWG. Esta é a mais forte apologia já feita pelo Web Standards Project a uma padronização que não tenha surgido de dentro da W3C.

Leia maisA reação da reinvenção do HTML: Vamos fazer um pouco de pressão?

Reinventando o HTML: o futuro da linguagem de hypertexto

Esta semana Tim Berners-Lee deu uma resposta a certos aspectos das recentes discussões sobre os rumos da W3C com o texto Reinventing HTML. Não só colocou panos quentes na discussão como falou sobre os planos futuros da W3C quanto ao HTML. No texto ele mostrou-se como um pacificador e visionário por um lado e um pouco conservador de outro. Enquanto Eric Meyer chamou os avanços de iniciativas como Microformats e WHATWG de “progresso”, Tim nem cita ou considera microformats como parte da “reinvenção do HTML” e apenas referiu-se ao WHATWG como “não tendo um processo ou responsabilidade final específica que mensure a si mesmo” (Trecho original: did not have a process or specific accountability measures itself). Um pouco conservador não?

Leia maisReinventando o HTML: o futuro da linguagem de hypertexto

A "usabilidade" de informar ao usuário que um link é externo ao seu site

Não, esta não é mais uma discussão se um link externo ao seu site deve ou não abrir em outra janela. Eu já discuti este assunto aqui. Eu já escrevi sobre as razões pelas quais o atributo target foi retirado das especificações de documentos strict da W3C e também já escrevi que se você realmente quer forçar os links externos no seu site a abrirem em outra janela, você deve utilizar JavaScript e não o atributo target. No final, minha opinião é que você não deve forçar um link ser aberto em outra janela se ele for externo ao seu site. Eu acredito que esta tem que ser uma decisão do usuário e não do site.

Leia maisA "usabilidade" de informar ao usuário que um link é externo ao seu site