O poder do novo Opera Mini 4

Logo Opera Mini 4 Está pronto a versão estável, excelente, charmoso, eficiente, amigo do desenvolvedor e de graça. O Opera Mini 4 é a faca na caveira dos browsers mobile. Vou tentar escrever aqui sobre todas as minhas impressões desse novo browser para dispositivos móveis.

Experiência do usuário

O novo Opera Mini 4 está seguindo uma tendência que tenho visto por ai (como o iPhone) da qual tenho minhas dúvidas sobre seu futuro. Com esta nova versão o usuário vai poder ver o site exatamente como se fosse na versão desktop (igual o iPhone), daí você dá um zoom para se aproximar do trecho que quer ler. Só isto, simples assim. Essa é uma funcionalidade do browser e não do dispositivo, que isso fique bem claro para os newbies.

O problema é que a experiência do usuário no celular é diferente da experiência no desktop. São dois ambientes completamente diferentes. Eu não espero que você “navegue” na internet da tela da sua geladeira da mesma forma que você vai navegar na televisão ou no desktop. São experiências diferentes. Eu quero acreditar que esta funcionalidade seja intermediária entre hoje, um período com poucos sites com versões especificamente mobile onde precisamos de uma “forcinha” dos fabricantes de browser como o Opera para facilitar nossa vida e um futuro próximo e feliz com mais sites mobile servindo uma experiência de usuário compatível com cada tipo de dispositivo. Até lá, curta esta funcionalidade.

Novidades

No geral, esta versão está muito legal. Uma funcionalidade interessante, é que se você pressionar *(asterisco) e # (sustenido) você pode alterar o modo visualização das páginas entre landscape e normal. Se a tela do seu celular é verticalmente comprida e é mais fácil ler com ele deitado, você poderá fazê-lo mesmo que isso não seja exatamente uma funcionalidade do seu celular. Esta nova versão também tem um suporte melhor para sites feitos em tabela (eargh) e CSS handheld.

Para usuários de BlackBerrys, o Opera Mini 4 oferece menus nativos de forma mais integrada a interface dele, mais próximo da experiência de usuário destes dispositivos. Ele possui também um cursor virtual que pode ser movimentado pelas teclas e obviamente continua com o famoso Small Screen Rendering (SSR ou Renderização de tela pequena) que força as páginas não mobile se redimensionarem a largura do dispositivo mesmo que a versão do site em questão não possua uma versão mobile.

Opera investindo pesado

A empresa Opera, está investindo pesado no mercado de browsers como o Diego Eis já escreveu. Eles estão presentes no Nintendo Wii, Nintendo DS, celulares, smarthphones, PDA’s, TV’s digitais e por ai vai. Veja neste PDF a lista enorme de lugares onde o Opera está presente.. E o melhor disso tudo é que eles amam padrões web, basta dar uma olhada nos textos do Dev.Opera. Os resultados disso são sites e interfaces mais fáceis de serem programadas, de serem implementadas. Espero que a influência deles seja suficiente para serem copiados, e não o contrário.

Esta nova versão do Opera Mini é baseada na mesma engine do Opera 9.5 para desktop e possui menos de 100k de instalação. E melhor ainda, o Opera Mini 4 é de graça, é só ir lá e baixar.