14 blogueiros influentes na Microsoft com Bill Gates

Ontem a Microsoft convidou um grupo de 14 blogueiros influentes para irem até o campus da Microsoft em Redmond, Washington para discutirem assuntos relacionados ao MIX07 com a presença de Bill Gates em pessoa. Dentre eles estavam os standards evangelists como Shaun Inman, Molly E. Holzschlag e Tantek Çelik. Para quem não sabe a conferência MIX é organizada pela Microsoft todos os anos para discutir e explorar tecnologias voltadas para a web em seus próprios produtos. Segundo a Molly dentre os assuntos discutidos com Gates, falaram até de padrões web.

MIX07

Detalhes individuais sobre a reunião de cada um dos participantes você pode obter pulando de link em link no Tech Crunch ou no site da Molly. Em resumo, se encontrar com Bill Gates não é para qualquer um, e com certeza ele não os teria convidado se o encontro não fosse esclarecedor e produtivo e representasse em parte os interesses de ambos os lados. Falaram desde Wii até padrões web e Internet Explorer. Mas é importante notar o seguinte de encontros como este.

Que o Internet Explorer 6 é um lixo, disso ninguém duvida, mas não pense que o mundo ou a Microsoft sejam maniqueístas. Essa é a forma de pensar das crianças (ou do povo americano). Nem tudo é preto ou branco e até o Internet Explorer 6 na época em que foi lançado, representou ganhos muito importantes para os padrões na época (veja a história) e o problema maior foi não se atualizar em um período de tempo menor até a versão 7. A presença dessas pessoas em Redmond só mostra o interesse da indústria em se adequar cada vez mais aos interesses tecnológicos pregados pelos mais influentes e como ela e a comunidade como um todo podem ganhar com isso.

Algumas coisas me vem à cabeça com a notícia deste encontro com a presença de 14 blogueiros influentes na web. Uma delas é que não é possível ser influente no mundo escrevendo em português. Outra é que o Brasil não comporta em tecnologia (seja por infra-estrutura ou por ego) blogueiros tão influentes quanto os de fora. Aqui basta alguém falar que está ganhando dinheiro com o blog que já aparecem os pentelhos para falar que tudo tem que “ser de graça” e “open source”. Enquanto a indústria lá fora está cada dia mais deixando os blogueiros mais ricos. Eu ainda chego lá!