Aplicativo Picap para mototáxis chega ao Rio de Janeiro

A plataforma chegou há pouco tempo no Brasil e promete corridas até 30% mais baratas, além de uma velocidade de deslocamento de até 50% nas grandes cidades.

Acaba de chegar ao Brasil o serviço do aplicativo Picap, uma startup que vem da Colômbia e que já é sucesso por lá. O aplicativo oferece serviço de mototáxi e promete corridas até 30% mais baratas, além de uma velocidade de deslocamento de até 50% nas grandes cidades.

O aplicativo Picap

É incrível como cada vez mais aparecem aplicativos para facilitar vida das pessoas. No caso do Picap, que chegou no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Recife, o objetivo é concorrer diretamente com empresas como o Uber e o 99.

Como funciona

Quem conhece o modo de funcionamento do Uber e do 99, por exemplo, não vai ter dificuldades em usar o Picap, pois funciona de maneira similar. É preciso se cadastrar depois de baixar o aplicativo, que está disponível para os sistemas Android e iOS. Depois disso, é preciso inserir dados pessoais, colocando um e-mail ou entrando com o Facebook.

Para usar, é só colocar o endereço onde se encontra e, depois, o endereço para onde quer ir, e então clicar em “Solicitar serviço” para solicitar uma corrida. O valor da corrida só vai aparecer quando forem digitados os endereços de início e término do trajeto.

ANÚNCIO

Os preços

A startup Picap prometeu preços mais baixos no Brasil em relação a serviços de outras empresas, como do Uber ou do 99. Entretanto, apesar da promessa, nem todos os brasileiros perceberam uma precificação muito diferente.

Isso se torna uma desvantagem séria quando, por exemplo, há chuva, pois o passageiro vai acabar sendo molhado. Também é uma desvantagem quando outras questões são postas em xeque: como o maior risco de sofrer um acidente e a possibilidade de carregar apenas uma mochila.

Entretanto, o uso do serviço do Picap pode ser mais vantajoso do que viagens coletivas, onde, como nem sempre há apenas um destino, a viagem pode ser mais longa. E, falando em diminuição do tempo, é importante lembrar que as motos conseguem rodar mais em menos tempo, pois passam por brechas onde os carros não conseguem passar.

O site EXAME fez uma simulação para entender melhor os preços. Do bairro Freguesia do Ó, na Zona Norte de São Paulo, até o bairro do Tatuapé, na Zona Leste, o valor da corrida no Picap seria de R$ 23,51, aproximadamente. No Uber, entretanto, o valor seria na média de R$ 57,68 pela mesma corrida.

O pagamento pelo Picap é, atualmente, apenas em dinheiro. Entretanto, a startup pretende em breve colocar as opções de crédito e débito para quem prefere pagar com cartões.

Sem pagamento de comissões

Como a demanda por mototáxi ainda é pequena no Brasil, a startup não cobra comissões dos motoqueiros — na Colômbia, é cobrado 15%. Muitos motoqueiros cadastrados, entretanto, dizem receber poucas chamadas ou serem chamados para lugares muito longe.

Regulamentação

Segundo o órgão municipal de São Paulo, o serviço disponibilizado pelo Picap fere a lei municipal 16.901/18. Mas o Picap cita a Lei Federal 12.587, dizendo ainda que a lei municipal não pode passar por cima da federal, que permite o serviço de mototáxi.

ANÚNCIO