Aplicativo é desenvolvido no Acre para ajudar pessoas com depressão

Aluna de um curso do Senai desenvolveu aplicativo para ajudar pessoas com depressão e ansiedade.


Quando o professor do curso de telecomunicações do Senai trouxe a ideia para os alunos de criarem aplicativos, a aluna Ingrid do Nascimento de apenas 19 anos pensou em criar um aplicativo para ajudar pessoas com depressão.

O aplicativo que passa pelos últimos testes e alterações será disponibilizado na PlayStore após concluído.

depressão
Foto: (reprodução/internet)

A ideia partiu depois de Ingrid ver como as pessoas a sua volta sofriam com problemas de depressão e ansiedade. Nesse curso de telecomunicações do Senai existe um ‘curso’ complementar de introdução a aplicativo.

O professor do curso sugeriu para os alunos criarem um aplicativo sobre algo que ‘doía’ neles. Ingrid preferiu criar algo que ajudasse as ‘dores’ daqueles que estavam à sua volta.De acordo com a aluna, até mesmo, colegas de curso sofrem com problemas de ansiedade.

ANÚNCIO

O aplicativo para ajudar pessoas com depressão e ansiedade se chamará ‘PsicoAjuda’. Ele começou a ser desenvolvido em setembro, por isso ainda necessita de alguns ajustes de forma a se tornar mais intuitivo ao uso e também se adaptar melhor as necessidades das pessoas que o utilizarão.

Aplicativo para ajudar pessoas com depressão

O ‘PsicoAjuda’ tem ferramentas que ajudam e tratam sobre ansiedade e depressão, assim como músicas e vídeos que o usuário pode acessar em um momento de crise ou tendo pensamentos ruins.

Ele também possui um link que auxilia a pessoa em uma ‘autoavaliação’ que ajuda a pessoa a saber em qual ‘nível’ ela está.

Outro ponto interessante do aplicativo, é que ele possui um link que funciona 24 horas por dia, onde a pessoa em um momento de crise pode conversar e ‘desabafar’ com quem estiver do outro lado por mensagens ou até mesmo ligar.

O PsicoAjuda também conta com textos que explicam pelo que a pessoa está passando, por mensagens positivas e também por textos de autoajuda.

A ideia era abranger o maior número de possibilidades para ajudar as pessoas em seus piores momentos. Como as pessoas pensam e sentem ansiedade e depressão de formas
diferentes e por motivos diferentes, o ideal para o App era abranger possibilidades diversas.

“Foi um processo difícil”, Ingrid conta que até mesmo pensou em desistir, mas devido ao ‘Setembro Amarelo’ se manteve firme no projeto.

A previsão é que o App seja lançado em novembro. De todos os projetos de aplicativos criados no curso, apenas o aplicativo para ajudar pessoas com depressão e ansiedade será lançado.

O ponto que falta no momento é trabalhar com a parte burocrática que um App precisa ter para ser lançado.

Outro aplicativo para combate a depressão

Recentemente o Humorista e youtuber Whindersson nunes também lançou um aplicativo de ajuda contra depressão após passar por um longo período batalhando contra a doença.

O objetivo de Whindersson, assim como o de Ingrid é mostrar para essas pessoas que mesmo elas passando pelos piores momentos eles não estão sozinhos.
Ambos os aplicativos são / serão gratuitos na PlayStore.

Gostou de saber mais sobre o aplicativo para ajudar pessoas com depressão e ansiedade? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

ANÚNCIO