comportamento

O que diabos um web designer faz?

Ser web designer já foi mais difícil. Dez anos atrás praticamente não existia programador de “web”. A pessoa que fazia “sites para a internet” tinha que fazer de tudo. E sozinha. Hoje as disciplinas estão mais definidas mas o avanço tecnológico ainda tem fragmentado o profissional de web em mais e mais especialidades. Parece que a medida que a web vai amadurecendo, as coisas começam a se fragmentar de tal maneira que no futuro haverá o designer de botões. Eu só não vou querer ser este cara.

Continue Lendo »


Webdesigner, arquiteto da informação, técnico de seleção de futebol ou presidente da república. São todos uns malditos.

Existem algumas vantagens em algumas profissões que pessoalmente eu invejo. Mas todas parecem possuir alguma desvantagem em algum aspecto, mas outras possuem muito mais. Calma que não estou lamentando a profissão que escolhi e muito menos quero buscar novos ares. Mas acompanhe comigo o que realmente eu quero dizer.

Continue Lendo »


Estatísticas #1

Parafraseando (ou plagiando mesmo para os mais íntimos) meu amigo magnata Diego Eis e suas estatísticas do Tableless (o que eu espero que você já tenha visto), estou postando aqui algumas estatísticas dos últimos 3 meses do Revolução Etc.

Continue Lendo »


Web Standards e as ferramentas de desenvolvimento

Algumas pessoas me escreveram recentemente (parece até que combinaram de escreverem juntas) perguntando minha opinião sobre ferramentas de desenvolvimento para criar web sites seguindo os web standards. Sendo assim achei que escrever um texto sobre o assunto poderia gerar uma boa discussão com a participação de outros leitores.

Eu consigo ver três grupos distintos relacionados com a maneira com que escolhem ferramentas de desenvolvimento. O primeiro grupo é o dos puristas extremos e fundamentalistas que se não existisse o EditPlus o único outro software de desenvolvimento digno de suas mãos seria o Bloco de Notas do Windows para criar Websites. Geralmente eles alegam que estas ferramentas devem ser leves e a opção de gerar código WYSIWYG nem deve existir. Continue Lendo »


O que está faltando nos blogs brasileiros?

Poucas vezes eu ouvi e/ou li alguma coisa sobre a blogosfera brasileira que expressasse a minha opinião tão bem quanto a de um grupo que está tão por perto. O pessoal do BlogBits (o site não existe mais), meus chapas Bruno Torres, Diego Eis e Leo Faoro, gravaram um podcast muito interessante sobre a Blogosfera Brasileira (o site não existe mais) e a qualidade dos blogs escritos em português, que me inspirou a escrever este texto. Recomendo que você ouça o podcast e leia o texto “Faltam Leitores?” do Leo Faoro. Agora se você achar isso tudo muito grande, muito conteúdo, muito texto, junte-se as nossas estátisticas sem ressentimentos.

Continue Lendo »


A ética invisível dos Blogs

Blogar é uma maneira curiosa que nós encontramos de fazer parte de uma comunidade de extensão geografica ilimitada. Todo ser humano precisa se sentir aceito em um grupo e os blogs representam apenas um único aspecto dessa necessidade que só pode ser completamente saciada (pelo menos em pessoas sadias e normais) fora da web, no mundo real. Mesmo assim blogar é divertido e tem um poder de atração muito grande para quem escreve e para quem lê. Não importa qual seja o assunto que você bloga, mas se você o faz, com certeza você faz parte ou pelo menos deseja fazer parte de um “comunidade” de pessoas que se interessam pelo mesmo assunto que o seu.

Continue Lendo »