Usabilidade na hora da necessidade!

Banheiro aparentemente adaptado para portadores de defiência física onde o suporte para rolo de papel higiênico fica muito distante do vaso

Será que os responsáveis por construir este banheiro tem estatísticas de que pessoas em cadeira de rodas tem os braços maiores que as outras pessoas?

Via Chris Heillman

  • Christian Barros

    Acredito que não. Grande maioria dos banheiros para deficientes são, de fato, muito mal projetados. Existem normas para construção de banheiros para deficientes, mas falta fiscalização por parte da vigilância sanitária.

  • Danilo

    Pois é né… coisas absurdas que encontramos hoje em dia. Não precisa de fiscalização nenhuma (e acho que não seria da vigilância sanitária). O que precisa é educação destes arquitetos e engenheiros.

  • http://www.needforlumbriga.com Camilo

    Imagina depois que o cara se esvazia, como ele faz pra pegar o papel. huahuhaahu (Desculpem a piada de mau gosto, mas não deu pra resistir ao humor negro…)

  • Maurício Feda

    Caraca!

    Tem gente que não tem noção mesmo.

    Recentemente vi a propaganda de uma campanha na Netional Geographic que achei muito bacana e acho que todos deveriam pensar assim.

    Mostra um cara de cadeira de rodas andando por um prédio todo vazio. Passa por diversas rampas, observa tudo. Em um determinado momento a roda da cadeira enrosca em uma grade no chão e trava a cadeira. Neste momento o cara levanta da cadeira, abaixa pra ver o que aconteceu e anota algo numa caderneta. Depois mostra que ele é arquiteto. Se você pretende tornar algo possível para alguém com necessidades especiais, tente usar como uma pra ver se está satisfatório.

  • http://www.carloscardoso.com cardoso

    O problema é pensar. NINGUÉM no processo pensou. Do DONO do prédio ao peão que pregou essa bosta na parede. É a síndrome do "não é problema meu, só faço o que me mandam".

  • Tiago Celestino

    Como sofremos até para poder limpar o nosso bumbum :D

  • http://www.techzine.com.br Rael B. Riolino

    É… Usabilidade pelo que eu vejo é descartado em vários casos… O que mais me irrita é aquela maldita tecla POWER no teclado, que fica localizada em um lugar estratégico para você esbarrar seu dedo e desligar a máquina sem perguntar se quer salvar o projeto. aff

    Eu comprei umas caixas de som também que fui obrigado a colar uma fita isolante no botão com LED, pois caso contrário eu ficaria cego em poucas semanas…

    Se olharmos ao redor sempre encontraremos problemas de usabilidades, sejam elas discretas, ou berrantes como esta!

  • Thiago Pantera

    Se uma pessoa sem nenhuma deficiência não pode alcançar o papel higiênico, isso fere profundamente as regras de usabilidade. No caso desse infeliz projeto que não atende aos deficientes num momento tão trivial de suas vidas poderíamos dizer que agride as regras de acessibilidade também. Né isso?