Toda Mafalda

Capa de Toda Mafalda Sempre gostei de quadrinhos e nos últimos meses estou correndo atrás das obras clássicas que ainda faltam na minha biblioteca. Estou falando de quadrinhos com temática adulta (e não turma da mônica como se resume o conhecimento de muitos) e uma das obras que finalmente adquiri foi “Toda Mafalda” do Quino. Engana-se aqueles que acham que Mafalda foi feito para crianças. É porque nunca leu mais do que uma dezena de tiras. O livro “Toda Mafalda – da primeira à última tira” (ISBN: 853360193X, 420 páginas, Martins Fontes Editora) é a coletânea de todas as tiras do personagem criado pelo argentino Quino (Joaquín Salvador Lavado) publicadas originalmente entre 1964 e 1973 que conta a história da menina preocupada com a humanidade e a paz mundial e que reluta em resignar-se. Mafalda é uma obra prima dos quadrinhos.

As tiras foram impressas em jornais do mundo inteiro com histórias que questionam o statos quo político e não se resumem a assuntos internos da Argentina, antes disso, fala da guerra do Vietnã, não sabe porque existem os pobres, desconfia do Estado, questiona os conflitos por terras, crises no Oriente Médio etc. Se você não pensa em comprar nunca, leia pelo menos algumas tiras no Clube da Mafalda até se viciar!

O encadernado traz uma entrevista com Quino e prefácio de Umberto Eco. Os pontos positivos dessa obra editada pela Martins Fontes é que foi compilado realmente da primeira a última tira, ao invés de ficarem explorando vários fascículos separados. Ou seja, não há mais nada fora deste livro a ser visto da Mafalda desde que Quino parou de publicar novas tiras em 1973. O resultado é um livro em capa dura de 22 x 31 cm com mais de 400 páginas de tiras, da primeira até a última. O ponto negativo que eu achei foi não terem colocado as datas em que cada tira foi originalmente publicada pela primeira vez. Ainda assim o livro é fantástico para ter, guardar e reler sempre que der vontade! Quem é fã vai entender!

Curiosidade: Este livro está na lista das obras em histórias em quadrinhos que o Ministério da Educação vai incluir na cesta das escolas públicas agora em 2007.