Browser Targeting Version e o Internet Explorer 8

Os últimos dias tiveram discussões bem acaloradas no mundo dos web standards com o Internet Explorer 8 no centro da discussão. Saiu tiro por todos os lados. Se você não sabe inglês provavelmente ficou de fora de boa parte dela. Continue reading “Browser Targeting Version e o Internet Explorer 8”

Arquitetura dos padrões web

Depois de ter respirado arquitetura de informação um final de semana inteiro ao lado dos melhores arquitetos de informação do Brasil no EBAI , voltei a refletir um conceito antigo que eu já havia escrito a respeito, que é sobre semântica de (X)HTML e sua relação direta com o usuário. Continue reading “Arquitetura dos padrões web”

Language Tags

Language tags (também conhecidas como language code) são atributos de XHTML, XML e HTML com o objetivo de indicar a linguagem (idioma) utilizada em um texto/documento ou até mesmo em um trecho de documento. Continue reading “Language Tags”

Algumas questões em torno do desenvolvimento de sites para dispositivos móveis

Provavelmente este texto é mais um início de uma série de reflexões naturais que virão com o tempo sobre desenvolvimento de web sites para dispositivos móveis. Ultimamente tenho lido e estudado mais sobre os diferentes caminhos que podem ser tomados para construir sites acessíveis e bem adaptados para celulares e PDA’s. E o mais importante de tudo é como fazer e tomar essas decisões no contexto de HOJE e não amanhã. Este texto então vai colocar mais minhoca na sua cabeça do que te ensinar algo. Mas já é um começo se você ainda não parou para pensar sobre desenvolvimento para dispositivos móveis. Continue reading “Algumas questões em torno do desenvolvimento de sites para dispositivos móveis”

Top 7 paradigmas de um projeto para web

Desde que eu comecei a trabalhar passei por vários ciclos que enfatizavam características diferentes do desenvolvimento para a web e sempre baseadas na necessidade profissional e não necessariamente no ideal de paradigmas que podem compor uma excelente estratégia de desenvolvimento. Ficou complicado? Me deixe dar mais detalhes disso. Continue reading “Top 7 paradigmas de um projeto para web”

Começando a desenvolver para a web à partir do usuário e não da máquina

O caminho mais comum e a primeira trilha percorrida por quem quer trabalhar com web design é aprender “como fazer” as coisas tecnicamente falando. Obviamente isso é muito importante mas é apenas um lado da moeda de um bom profissional. A preocupação do programador ou do web designer no geral acaba sendo apenas se o trabalho dele não está “dando pau”, se o site está renderizando corretamente e se o browser está interpretando tudo exatamente da forma como ele planejou. Ou seja, se a “máquina” ficou “feliz”, está tudo ok ! O objetivo de um web designer não é criar coisas bonitas e que funcionem bem no HTML e CSS, e sim criar ambientes agradáveis e fáceis de usar. Achou confuso?Vamos ver mais sobre isso. Continue reading “Começando a desenvolver para a web à partir do usuário e não da máquina”

O Princípio de Pareto e a equação do sucesso de um blog

Converso com várias pessoas que querem começar um blog. Muitas me escrevem e outras puxam assunto nos bate-papos. Converso sobre blogs quase todo dia com alguém, seja com amigos ou completos desconhecidos. O interessante dessas conversas é que elas acabam te instigando a repensar suas próprias fórmulas caseiras de sucesso. Depois de um tempo por exercício próprio eu resolvi fazer um lista de tudo o que eu leio, converso e penso sobre como começar e levar um blog adiante. Continue reading “O Princípio de Pareto e a equação do sucesso de um blog”

Molly Holzschlag no Internet Explorer team

Boa notícia que li esta manhã. Molly Holzschlag, a maior evangelizadora e diva dos web standards é contratada para trabalhar com padrões web e interoperabilidade com o time de desenvolvimento do Internet Explorer. Parece que o tio Bill Gates está mesmo interessado em elevar o nível do Internet Explorer.

Continue reading “Molly Holzschlag no Internet Explorer team”

Chegou a vez dos cursos online de padrões web

[Atualização:20/07/2010] Todo o conteúdo deste texto está desatualizado!

Desde que comecei a escrever despretensiosamente aqui, as coisas foram crescendo muito além do que eu esperava. E isso é muito bom! Conheci muita gente legal, fiz muitos amigos e cresci muito profissionalmente. Isso tem atraído uma chuva de e-mails de pessoas que perguntam sobre livros, hosting, cursos, sites, referências etc. Então ao invés de ficar respondendo e-mail por e-mail eu acabo escrevendo algo definitivo sobre os assuntos que o leitor me escreve perguntando. Agora chegou a vez de escrever sobre cursos online.

Continue reading “Chegou a vez dos cursos online de padrões web”

Qual a exigência do mercado em relação aos padrões web?

A demanda por cursos e treinamentos online no Brasil tem um histórico interessante de altos e baixos. E ela está intimamente relacionada com o interesse em adquirir determinado conhecimento sem contratempos, sem os tropeços que poderíamos ter aprendendo algo sozinho (o que é completamente possível) e totalmente voltado para o mercado de trabalho em um espaço de tempo curto. Conseguiu acompanhar todas essas variáveis? Então vou repetir: demanda por determinada tecnologia + aprendizagem eficiente (que é igual a “sem enganos”) + oportunidade de trabalho + conhecimento / amadurecimento profissional em um espaço de tempo menor = emprego garantido. Ou seja, você consegue aprender Linux e PHP sozinho tranqüilamente sem ninguém por perto. Acredite. Saiba que você vai gastar um tempo “x” para adquirir a experiência “2X”. Continue reading “Qual a exigência do mercado em relação aos padrões web?”