Quem mal lê, mal se comunica!

Não sei ao certo dizer por que as pessoas de modo geral se expressam na escrita de forma medíocre ou por qual motivo não conseguem se comunicar escrevendo de forma clara. Poderíamos dar razões históricas e sociológicos, poderíamos falar da relação entre opressor e oprimido, sobre diferenças econômicas, etc. Poderíamos colocar a culpa no Bush ou no Lula, ou na televisão. Poderíamos falar também que a ansiedade por tanta informação no mundo digital que mal digerimos diariamente assassina nosso tempo e nos faz mais estúpidos no geral. Em suma, muitos profissionais da web escrevem e expressam instruções muito mal.

Recebo uma centena de e-mails diariamente, seja do trabalho, do meu site ou de clientes. Muitos deles contêm instruções do que deve ser feito ou de anseios que determinada tarefa deve saciar. A maioria deles é mal escrito, incompleto, não dá detalhes necessários e não comunica aquilo que deveria comunicar. E o pior, é que eu me considero neurótico em relação a comunicação. Fico “desesperado” quando recebo um e-mail mal escrito, mal elaborado, que não comunica o que deveria e que trata-se de uma tarefa que eu tenho que cumprir. Um texto que poderia comunicar uma tarefa simples de ser realizada acaba gerando a necessidade de uma ligação telefônica para tentar “interpretar” e me entender com o autor do e-mail o que ele queria dizer. Tempo desperdiçado; o meu e o dele.

Eu já recomendei aqui anteriormente o livro Ansiedade da Informação 2 de Wurman (por favor, leiam todos) que fala da necessidade e da importância de comunicar instruções de forma decente. Todo mundo que comunica instruções de alguma forma (sinal de fumaça, e-mail, pombo correio, código morse, relatórios, etc) deveria ler! Seja profissional de tecnologia ou não. Dentro de uma empresa, os maiores problemas que poderão acontecer nos projetos têm origem na má comunicação, seja verbal ou escrita. Isso é característico, na minha opinião, de pessoas que não possuem o hábito de leitura ou que odeiam ler. Quem mal lê, mal se comunica. O pior da má comunicação no ambiente corporativo não é o relacionamento com aquele cliente que não compreende as minúcias técnicas da sua função (isso é obrigação sua) e sim as limitações do seu colega de trabalho.

E os comentários no seus artigos daquelas pessoas que você tem certeza que não leu o seu texto inteiro mas ainda assim quer adivinhar o que você escreveu pelo título e chutar um comentário esperando que ele seja genial!? E os analfabetos funcionais que são aqueles que “decodificam” o idioma materno mas que não conseguem usar as palavras certas na provável ordem que poderiam ter? Não é a quantidade de informação que me deixa mais ansioso, é o caos da informação mal formatada e mal comunicada que me enlouquece.

Pessoas que não lêem e que não estão acostumadas a escrever, não aprenderam a pensar metodicamente, não sabem organizar idéias, logo, não sabem redigir um texto que comunique uma idéia com clareza. Se eu trabalhasse em RH, o primeiro teste na primeira entrevista para cargos de TI que eu faria, seria pedir 3 redações distintas. A primeira deveria ser sobre o último livro não técnico que você leu. Serve qualquer um, até livro infantil. Só não pode ser sobre tecnologia. A segunda redação seria de 5 páginas sobre qualquer assunto, menos tecnologia. A terceira redação seria sobre o que você gosta na sua profissão. Simples assim. Acredito que isso seja mais que suficiente pra perceber se alguém sabe ler, escrever, interpretar e organizar idéias metodicamente ou se a pessoa é um completo analfabeto funcional. Só depois deste primeiro teste é que seria justo com todos uma avaliação técnica. Acredito que muuuuuiiiiiita gente não terminaria a primeira redação!

  • http://webnatal.wordpress.com Yalli Oliveira

    Pô Henrique, mandou bem… Excelente texto… colocarei como dica de leitura no meu blog… Abraço!

  • http://www.lucas-ts.com Lucas TS

    Grande Texto, gostei muito do metodo de seleção de pessoal , acho que com algumas alterações vou implementa-lo por aqui.

    Parabéms ..

  • Pingback: Dicas de Leitura - #Artigos « WebNatal - Comunidade Web de Natal/RN()

  • Jader Rubini

    Excelente texto, Henrique.

    Comunicação é um assunto extenso e até polêmico de se falar, se levando em conta os princípios de alienação que são fortíssimos em nossa sociedade atual, principalmente no Brasil. Sobre esse assunto, recomendo a leitura do livro Preconceito Linguístico: o que é, como se faz de Marcos Bagno. ;)

    E sobre seu critério de seleção, acho que sua empresa ficaria um bom tempo sem contratar ninguém… rsrs

  • http://www.contosdaescola.net/ Debora

    Olá Henrique, vou tratar desse assunto no meu blog no próximo mês apresentando argumentos de lingüistas que analisam de onde vem essa dificuldade da escrita. Os textos serão focados em redações escolares, mas outras áreas vão se identificar com certeza. Veja aqui: http://www.contosdaescola.net/?p=53

  • http://daquino.wordpress.com Douglas d'Aquin

    com certeza muita gente vai falhar nesse teste… e não é culpa do Lula, do Bush ou de outros fatores bizarros que possam ser alegados.

    Tudo isso é culpa daquela frase "odeio aula de português" que muita gente fala na quinta série, porque acha que não vai servir pra nada…

    ou "ah, redação de novo…"

    ser professor de português deve ser uma tarefa árdua… porque ter que ouvir esse tipo de coisa sabendo da importância que a linguagem e as formas de expressão escritas e faladas são importantes… não é mole não…

    excelente texto, parabéns

  • Thiago Prado

    Uma matéria realmente interessante, vejo este problema em qualquer local. Citarei como exemplo meu local de trabalho onde infelizmente 90% dos funcionários tem um português medíocre, não com relação a erros de português mas simplesmente por não empregarem normas cultas da palavra.

    Realmente tenho pânico de pedir para me passarem e-mails com o conteúdo a ser tratado.

    Mudando de assunto vejo que um ser humano para ser considerado um bom profissional deva ler no mínimo 5 livros não técnicos por ano, e não dar desculpas que o seu tempo e escasso.

    Abraço

  • http://www.erosmania.com.br/ Guilherme Rambo

    Esse é um problema com o qual todos nós lidamos diariamente. Como moderador em 2 fóruns, percebo a dificuldade que muitos têm em apresentar uma dúvida. As vezes pode ser uma dúvida muito simples, poré m pelo fato da pessoa não saber expressar isso escrevendo, torna-se algo complicado…

    Ótimo artigo!

  • http://www.lendo.org André

    Isso é um problema sério que nasce ainda no início da escolarização.

    Quantos textos escrevemos em 11 anos de salas de aula? Quantas vezes nos fazem pensar e refletir sobre um assunto e apresentar, escrita ou verbalmente, nossas próprias idéias?

    Claro, dar aula para um aluno que pensa é muito mais difícil e poucos são os PROFESSORES que têm a capacidade de enfrentar opiniões diversas e provar que são qualificados para estar dentro de uma sala de aula.

    Toda uma metodologia de ensino precisa ser alterada, mas para isso, falta vontade de muita gente.

  • Raphael Cardoso

    Acredito que o maior problema ainda, seja ele na área tecnologica ou não, é a comunicação. Que falta faz a comunicação na empresa quando até mesmo o seu proprio chefe não sabe o que isso significa para nós.

    Com certeza essa forma de seleção para contratar um profissional, independente qual seja o cargo, seria uma excelente alternativa, e acredito que o resultado seria obvio, iria faltar profissional no mercado com tal qualificação.

    Parabens pelo artigo.

    Abraço e sucesso!!!

  • http://www.vsousa.blogspot.com Vagner C. Sousa

    Excelente, mas este artigo poderia ser complementado com uma versão "em quadrinhos" para os que não gostam de ler.

  • Denis Araujo

    Concordo plenamente com o que tu disse. Aqui onde eu trabalho, as coisas vem MUITO mal explicadas por e-mail, havendo sempre a necessidade de se perguntar o que é pra fazer.

    E em relação à "transmissão da idéia", acredito que seja mais uma questão de prática e claro, a leitura é fundamental.

    Bests .. (:

  • Guillermo Guerini

    Acredito que isso tem muito a ver com a "excelente" educação que temos no país. Desde pequenos somos ensinados a decorar as coisas e não a entendê-las. Não somos estimulado a ler livros, isso é ridículo. Passados alguns anos, basta ver o resultado nas redações de vestibulares. São péssimas!

    Concordo que é necessário ler muito para conseguir escrever bem, mas hoje em dia as pessoas passam o dia inteiro conectados no Msn e Orkut ao invés de "perderem" 30 minutos lendo um livro. E o que tem nesses canais de comunicação? Linguagem (se é que podemos chamar de linguagem) coloquial, muitas gírias, textos escritos "AcIm" e por aí vai. É complicado e difícil de mudar.

    Isso é uma pena pois leitura tem tudo a ver com cultura. E se as pessoas não tem, o mundo vai ficando cada vez pior…

  • http://espacoinfo.net/ EspacoInfo.net

    Seu artigo impõe mais um intensa reclamação, quase que um desabafo do que um instrução de auto-ajuda.

    Bem, talvez seja essa a melhor forma de muita gente acordar, visualizar essa questão com uma deficiência que deve ser tratada.

    Referente ao livro ótima dica
    http://www.espacoinfo.net/

  • Pingback: WebNatal - Divulgando os Padrões Web » Dicas de Leitura - #Artigos()