Protesto 2.0 – como fazer seu protesto ser ouvido na era da web

Levar sua geladeira que não funciona para a porta do estabelecimento e quebrá-la a marretadas? Colocar fogo no próprio carro retirado zero da montadora porque ele não funcionava direito? Queimar bonecos e pneus na porta de fábricas para protestar contra baixos salários? Toda exemplos de protestos fora de moda. Completamente demodé. Completamente século XX! A moda na era da web 2.0 é fazer post no próprio blog em protesto (mais um bem legal aqui, outro aqui), Twittar contra a empresa maldita, Google Bombing e lista pública de empresas spammers! E viva a revolução digital!

Enquanto eu estava esfriando a cabeça após o atendimento da pior operadora de cartão de crédito e do meu post de protesto, fiquei pensando nos diversos exemplos de protesto contra empresas que eu me lembrava. O cara da geladeira me veio a cabeça na hora, caso este que ocorreu na semana passada. Em seguida eu fiquei pensando nas novas ferramentas que nós temos para reclamar e protestar. Ferramentas com um poder de disseminação incrível.

Vejam um exemplo inteligentíssimo: meu amigo Manoel Netto submete a vergonha pública algumas empresa que enviam spam e que deram o azar de cair na caixa postal dele. Está lá para todos verem. São empresas que, o benefício que esperavam ter enviando spam, conseguiram apenas obter um retorno infinitamente mais negativo do que poderiam imaginar. Buscando no Google pelo nome de algumas das empresas da lista, vi que que a página do Tecnocracia com a maldita lista aparece logo embaixo do resultado que se refere a página de algumas empresas. E viva o protesto web 2.0.

Agora imagine a quantidade de pessoas que viram o nome daquelas empresas e ajudaram a passar o feedback negativo para amigos e conhecidos. Imagine que mesmo meses depois de criada essa lista, pessoas vão passar por aquela página e ver o nome daquelas empresas. Minha opinião é: vale a pena protestar e dizer o que você pensa, principalmente se for na internet.

Tenho quase 7000 mil assinantes de feeds e muitos amigos e contatos no Gmail. Imagine que apenas metade dessas pessoas prestem atenção em alguma coisas que eu possa falar. Se 5% disso tiver uma imagem negativa terá valido a pena. Te falo ainda que se apenas uma única pessoa tiver uma imagem negativa, seu esforço terá valido a pena.

Proteste na web. É de graça, é divertido e você ainda perde um pouquinho de peso ao desabafar para seu WordPress.

Exemplos de protestos 2.0

Me enviem exemplos de reclamações web 2.0 bem feitas que eu publico aqui!

  • http://tecnocracia.com.br Manoel Netto

    Funciona mesmo. Já tive vários exemplos.

    Um post antigo meu sobre um problema com a Oi foi lido pelo pessoal da agência que os atendia na época e ela acabou me ajudando a resolver.

    Alguns twitts meus foram respondidos por e-mail, mostrando que as empresas estão ligadas, fazendo o dever de casa do monitoramento de marca na web.

    Infelizmente, tem gente que toma na cabeça e não entende o ambiente. Veja o caso do Rancho da Traíra, que chegou a me ameaçar de processo por um post nada ofensivo (http://manualsp.com.br/rancho-da-traira-preco-salgado-e-comida-sem-sal/) no Manual de Sobrevivência em São Paulo. No Google, segundo site procurando pelo nome do restaurante.

    É isso. A Internet dá poder ao usuário comum ;-)

    Puta monte de jabá, foi mal, mas os posts exemplificam e ampliam o entendimento do que falei.

    Abração.

  • Pingback: Achados na web #25 » Ladybug Brasil - Sobrevôos, descobertas, achados.()

  • http://woombo.com Tiago

    HAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAH !!!

    Simplesmente IMPAGÁVEL ! Façam a pesquisa no google pela "pior operadora de cartão de crédito" que ela já está em 2º !!!

    HAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHA !!!

    Meus Deus, preciso ir no banheiro que estou mijando nas calças…

  • Ana

    É realmente legal esse negócio de protesto 2.0, e eu estava pensando, a internet eh um meio bem democrata jah q todo mundo pode falar o q pensa e mundo inteiro tem acesso a isso

    http://www.superhits.110mb.com

  • Pingback: "Fale mal, mas fale de mim!" « Consultic na Campus Party 2009()

  • Pingback: "Fale mal, mas fale de mim!" « CONSULTIC - Consultoria em Tecnologia da Informação e Comunicação()

  • http://elmicox.blogspot.com Micox

    O meu problema com o site da Caixa e o Firefox foi resolvido após a reclamação. Não sei se alguém lá dentro lê meu blog (algo altamente improvável), mas só sei que resolveu hahah:

    Antes:
    http://elmicox.blogspot.com/2006/12/novo-i-bankin

    Depois:
    http://elmicox.blogspot.com/2006/12/caixa-econmic

  • http://www.politicacompimenta.com/ Luiz Valério

    Vivemos uma nova realidade naqual a web passou a ser um importante instrumento de promoção da cidadania, defesa dos Direitos Humanos e do consumidores. É só saber fazer uso das ferramentas que temos à disposição.

  • Pingback: :: Rodrigo Medeiros - WEB DESIGN GRÁFICO - XHTML CSS - João Pessoa - Paraíba :: » Blog Archive » Google Bombing()

  • marcos

    eu ahco que os brasileiros estão durmindo o brasil virou uma maquina de fazer dinheiro pros politicos
    nos trabalhamos a vida toda pra pagar impostos absurdos temos que nos unir pra acabar com isso gostaria de saber se alguem acha a mesma coisa e quer se unir pra acabar com isso

  • Sebastiao Silveira

    Caramba cara, to revoltado com a Loja Ponto Frio – pra mim a pior loja de departamento do pais.
    na hora de vender beleza, mas se precisar trocar um produto voce é tratado com o maior descaso.
    Compre vum sofa que deu defeito depois de 2 meses trocaram após inumeras reclamações. Lamentavel ainda deixaram pra retirar o produto com defeito e até hoje nao vieram buscar.
    Sebastiao Silveira – Poços de Caldas – MG

  • Mario Luiz Neves

    Ola bom dia presidente do SANTOSFC, eu sou santista roxo mais para nos voltarmos ao Japao em 2012 o senhor precisa trocar a defesa inteira so deixar o Rafael, mandar aquele Elano embora ele ja deu so o salario dele que esta em alta mande este moço embora obrigado.