Leia o Tableless

Tableless Caramba, escrevendo algumas coisas pra um curso que estou preparando para dar em Uberlândia sobre padrões web, me veio uma baita nostalgia de quando eu aprendi o caminho do bem com HTML e CSS. Então eu tinha que escrever este texto em homenagem ao Tableless.

Para quem não conhece o Tableless (se você é leitor desse blog é difícil não conhecê-los) é o site de Diego Eis e Elcio Ferreira sobre padrões web. Só isso. Os caras começaram a compartilhar informações em uma época escassa de material em português e faziam o maior sucesso entre os nerds emergentes (putz..) que queriam aprender na raça a escrever HTML e CSS de forma decente. Se a moda lá fora era o CSS Zen Garden (lembram disso?), a moda no Brasil era o Tableless.

Tenho o maior carinho e respeito por este site que foi grande fonte de inspiração pra eu começar a blogar. Tanto o Tableless como o Bruno Torres (meu comentarista de eventos preferido do Twitter) foram minhas principais fontes pra aprender a escrever código direito em 2004. Já conheci os caras pessoalmente (com exceção do Elcio) e cheguei a ser um dos professores dos cursos de HTML básico e Microformats da Visie por uns tempos. A Visie por sua vez é a empresa de treinamentos web fundada pelos caras, e que eu indico até hoje se você quiser fazer um curso e aprender o caminho do bem de forma mais suave.

O Tabless, na história dos padrões web no Brasil tem seu pé cravado, responsável por ensinar uma pancada de moleques por este país a parar de usar tabelas pra montar layouts. E se você está dando seus primeiros passos, é lá (e não aqui) que você tem que começar. Aqui tem muita coisa também, mas o acervo do Tableless é muito maior.

Abraço ao Diego e ao Elcio e vida longa ao Tableless.

  • http://www.w3css.blogspot.com/ Guido

    O Tableless é realmente excelente. Tableless, Maujor e o Revolução são praticamente uma "santíssima trindade" em termos de Padrões Web no Brasil. ;)

  • http://elcio.com.br Elcio

    Henrique,

    Muito obrigado pelas palavras. Na verdade, não fizemos mais que nossa obrigação. Também aprendemos tudo na web, porque havia gente disposta a ensinar. Mestres como Jeffrey Zeldman, o cara que começou tudo isso. Eric Meyer, Todd Fahner, Cameron Adams, Molly Holzschlag, Dave Shea, Jesse James Garret, o time de A List Apart, etc. Nós não somos ninguém. Só repetimos o que esse pessoal aí diz.

    Considero isso uma missão pessoal. Aprendi tanto com tanta gente disposta a ensinar, preciso ensinar outros.

    Ah, e bem posso recomendar aos que estiverem lendo esse comentário: leiam o Revolução Etc!

  • Felipe

    Com certeza, o tableless, o maujor e tb por que não o revoluçãoetc. Foram e são referências essenciais no desenvolvimento html/css. Aprendi muito com vocês e hoje estou numa multinacional fazendo html/css na veia e com drupal o.O negócio teeennnsooo ahuahauha, mas faze o que nós gostamos mesmo.

    Parabéns pelo post herinque.

    abraços.

  • http://box711.bluehost.com/suspended.page/disabled.cgi/atreyo.com Thiago Machado

    Com certeza, tanto o tableless, revolucao etc, como a list apart, css zen garden me ajudaram muito no crescimento profissional, com certeza o tableless tem seu espaço muto bem representado, aprendi mto aqui no revolucao também, só tenho a agradecer. leiam esses blogs que vale a pena demais.

  • Murilo

    Tinha visto sobre css um pouco antes, 2002 por ai , mais não tinha usado direito ainda , dai uma vez no imaster alguem postou lá sobre o site , dai começei a mexer e vi que o negocio é bom mesmo…

    parabêns ai pela iniciativa sem duvida , tem sua parcela positiva no ensino de padroes web em todo pais

  • Julio Cesar Bitencou

    Relembrei o ano de 2005 agora, fazia minhas páginas no DWMX 2004 quando li um artigo sobre Ajax na Computerworld. Foi quando descobri que estava fazendo tudo errado!

    O Tableless, assim como o Maujor e mais recentemente o Revolução e o Pinceladas da Web foram meus guias para aprender Padrões Web. Devo muito a estes caras e hoje mantenho um modesto blog com algumas dicas. Seguindo o exemplo destes caras.

    Vida longa a comunidade de desenvolvedores!

  • Rodrigo Simoni

    Realmente. Qdo estava no começo, o tableless me ajudou muito e continua ajudando. Com certeza é uma das principais fontes de apaixonados por css e afins.

  • Cleyton

    Escrevi recentemente a vc indagando sobre este curso que vc prepara, porem nao obtive resposta.

    Vc ja tem uma data e local?

    Por gentileza, me retorne um e-mail quando tiver tudo pronto pois moro em Uberlândia e quero participar.

    Abraços e parabens pelo blog, que é excelente.

    Cleyton

  • http://www.zhp.com.br Henrique Zap.br

    Achava sensacional a parte de CONVERTIDOS, do tableless.

    Era muito bom ver sites "tabelados" virarem sites levinhos e IGUAIS aos originais.

    Era um soco na cara de gentinha preguiçosa que dizia q tableless "não dava pra fazer nada" e era um guia de referencia muito legal para quem estava começando.

    Usei muitas vezes para mostrar para gerentes e chefes "cabeça-fechada" viciados em Dreamweaver e afins…

    Fiquei chateado quando a sessão saiu do ar… =(

    Hoje em dia os sites estão melhores, mas as vezes agente encontra com uns que precisam passar por uma "conversão".

    Saudades e fico ainda extremamente agradecido pela grande contribuição do Tableless!

    =D

  • http://www.agaleradodownload.com/ A Galera Do Download

    Parabéns pelo blog,

    Ótimo conteudo.

    Sucesso e abraços.

  • http://www.chrisb.com.br/blog/ Chris Benseler

    10 em cada 10 que começaram a aprender padrões web uns 5 anos atrás tinham no Tableless a melhor referência brasileira sobre o assunto. E continua sendo!

    Fico feliz em estar entre esses "10 de 10", e ter profissionais que trabalham lá na Visie hoje que eram da minha equipe… muito bacana essa troca!

    []s!

  • Maicon

    Cara muito legal sua homenagem ao Tableless, eu particularmente acho os caras incríveis, e como você reforçou foram eles que começaram aqui quando tudo era tabela…

    Abraços e mais sucesso para vc….