KML se torna padrão para compartilhamento de mapas

O Google anunciou ontem que o formato desenvolvido por eles, o KML (Keyhole Markup Language) agora é um padrão internacional para compartilhamento de mapas de controle da OGC – Open Geospatial Consortium, que também em nota, anunciou o novo padrão. Segundo o próprio Google, a responsabilidade de manter e estender o padrão agora é da própria OGC.

O KML já em sua versão 2.2 já possui até a documentação completa disponível para download no site da OGC. O KML é um formato de XML originalmente criado para o Google Earth que permite aos usuários compartilhar conteúdo sobre a base de mapas do programa. Segundo o Google existe hoje mais de 10 milhões de arquivos KML espalhados pelo mundo. O fato do formato KML tornar-se um padrão internacional só alimenta o estímulo de permitir com que outras aplicações sejam criadas, aproveitando-se de um formato já amplamente implementado nas aplicações do Google. Agora só falta o Yahoo e Microsoft, dentre outras empresas, permitirem com que o KML seja usado para compartilhar informações sobre os aplicativos de mapas que eles oferecem. Quem sabe em breve isso não se torna realidade…

6 thoughts on “KML se torna padrão para compartilhamento de mapas”

  1. É bom ver que as coisas estão encaminhando no mundo da tecnologia e de quanto tem crescido o uso das linguagens de marcação, que não morrerão fácil…

    Muito boa a informação Henrique!
    Valeu!

    😉

  2. Pingback: A Guerra Dos Mapas | Web 2.0 Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *