Discussão sobre os rumos da W3C

<update:date="2006-08-29"> Meus chapas Bruno Torres e Diego Eis também escreveram sobre este assunto. Confira lá. </update>

Eu raramente abro espaço aqui exclusivamente para postar links mas não queria deixar essa discussão passar em branco por aqui até mesmo porque eu não vi ninguém citandos estes textos recentemente no Brasil. Os grandes homens (e mulher, a Molly é claro) que construiram a história recente dos padrões web estão discutindo os rumos que a W3C tem tomado enquanto instituição e expressam suas críticas, suas raivas (quem disse que uma ira momentânea não é uma forma de expressão válida e soa como xiitismo?) e suas esperanças.

Essa discussão não começou hoje, já é antiga e eu não sei quem de vocês a acompanham. Em resumo, a escola mais antiga dos padrões como Zeldman, Hixie, Meyer, Veen e Hoehrmann acreditam que a W3C tem abandonado o lema de Leading the Web to Its Full Potential… e até consideram que se a W3C não mudar seus passos, a comunidade internacional em torno dos padrões podem se organizar e encontrar progressos à parte como é o caso dos Microformats que encontraram seu espaço através da iniciativa pessoal do Tantek Çelic e de Eric Meyer (ambos figurinhas repetidas das especificações de CSS da W3C) na divulgação desses chamados padrões ermergentes. A Molly Holzschlag (Web Standards Project) tenta botar panos quentes na discussão defendendo os atuais rumos da organização em uma réplica ao texto do Zeldman.

Os principais links estão em ordem, e outros nem tanto e mesmo que foram escritos um pouco antes fazem todo sentido nesta discussão. Segue a ordem dos links que o Eric Meyer escreveu em seu próprio post. Assim que novos textos forem escritos eu atualizo essa lista.

10 Responses to “Discussão sobre os rumos da W3C”

  1. Rafael Artusi

    Henrique muito interessante este post, não basta somente saber aonde estamos mas também é necessário saber aonde vamos, mais uma vez valeu por nos deixar atualizados.

    Só um detalhe o link do Eric Meyer não está abrindo.

  2. Eu andei acompanhando um pouco dessas discussões. E as críticas à W3C tem fundamento. Basta olhar a nova especificação do WCAG que praticamente exige que as páginas não sigam os padrões!

    Sem contar nos erros dos validadores que marcam coisas que não estão erradas ou ignoram coisas que nem navegadores aceitariam renderizar.

  3. Ricardo Augusto

    Ninguém convence. É cada argumento…

    Acho que é o erro é comum a todo técnico, todo desenvolvedor que está mergulhado demais em um assunto complexo: computador serve ao ser humano, não o contrário.

    Lá no microformats.org está: "Designed for humans first and machines second[..]"

    Quando se passa a enxergar apenas a linha de código, e não o contexto de aplicação (a web, para seres humanos), surgem as incoerências, os trolls, as incompatibilidades (entre WCAG e padrões, por exemplo) e, finalmente, novas iniciativas.

  4. Tá me parecendo que, temos que esperar pra ver. Podemos fazer alguma coisa, expor nossa opinião, sugestão? Acho que não…

  5. Concordo com Thalis. Essa parte nunca se sabe o que irá ter como resultado. Apenas esperando para termos uma solução concreta do caso.

    Só acho que não deve haver uma "revolução" na parte da W3C, pois muitos ainda seguem seus padrões.

  6. Thiago Machado

    Olá amigão

    gosto muito do que vc escreve em seu blog e do que escrevem nele. Por isso as vez eu gosto de imprimir para discutir os assuntos abordados aqui, mas não encontro a versão para impressão, você pode me informar se tem e caso não tenha, deixo aqui a sugestão, caso você não concorde com versão para impressão poderia me falar o porque ?

    gostaria muito!

    valeu

  7. Todo grande grupo tem problemas com alguns membros que tem posturas e opiniões diferentes sobre que caminho seguir, que ritmo, se vão adotar uma postura mais agressiva ou não.

    A grande maravilha dos grupos e da liberdade de expressão é você poder ter acesso a essas opiniões divergentes e dai tentar chegar a um ponto comum, que agrade o maior numero de pessoas e consiga reunir a maior quantidade de boas idéias disponíveis.

    Mas no caso da W3C, os padrões além de demorarem a surgir ainda demoram uma fábula para serem implementados, isso quando são.

    No caso mais grave, vemos q a maioria dos browsers não passam no teste do Acid2.

    Acho que mais importante que discutir qual os passos da W3C, seria discutir o porque da demora na implementação dos padrões.

    Em casos como o Microformats não há uma dependência técnica para implementar os padrões, mas em casos como o CSS3, corremos o risco de nunca vermos ele completamente implementado, ou pior, algumas coisas que já estão especificadas, não serem adotadas pelas grandes.

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>