Agregadores de nichos

Já faz algumas semanas que foi lançado o Planet Microformats, um site/agregador de tudo o que é publicado sobre microformats nos principais sites ao redor do mundo. O criador Brian Suda, um dos caras que mais tem agitado os microformats no mundo, não tem muito trabalho a fazer por ali. O Planet Microformats na verdade apenas lê vários feeds e indexa/publica apenas uma chamada dos textos que contém a palavra “microformats” ou que foram tagueados como tal. É uma agregador de nicho para microformats. Ou seja, o cara criou o site e o abandonou para funcionar sozinho!

O site pega textos que são indexados pelo Technorati, Magnolia, Delicious e até do Flickr e os agrega como o Digg, só que ao invés dos leitores interferirem naquilo que o Planet Microformats indexa, o sistema faz isso sozinho, sem intervenção do dono do site e nem dos usuários. Mas somente textos exclusivamente relacionados com microformats!

A parte ruim dessa história é que aparece muitos textos repetidos, que são indexados por mais de um serviço ao mesmo tempo, e nem sempre podemos dizer que os textos realmente são relevantes em relação aos microformats. Pelo simples fato de não ter ninguém moderando ou escolhendo na mão o que entra e o que não. O sistema indexa ainda textos escritos em qualquer idioma, o que torna vários textos irrelevantes por exemplo, para quem não lê em chinês! Em contrapartida, tem muito conteúdo diariamente e muita coisa legal pode aparecer.

De qualquer maneira a iniciativa é muito interessante e no Brasil temos algo semelhante, o Overfeeds, um agregador de nicho onde você pode cadastrar seu blog e tudo o que escrever relacionado a cultura brasileira será automaticamente indexado lá. Se não me engano, o Overfeeds está no ar desde o início de fevereiro deste ano e já possui quase 6000 páginas de conteúdo indexado de terceiros! A probabilidade de encontrar textos relevantes sobre cultura brasileira ali, é muito maior do que em qualquer outro lugar.

Este modelo de agregar o conteúdo é a sábia união entre agregadores de feeds e o long tail dos nichos! Porque textos escritos por outras pessoas do mesmo interesse e paixão, são mais interessantes que escrito por pessoas que só querem vender um produto ou por um jornalista pago para escrever um review sobre determinado assunto. Um ambiente como o Overfeeds e o Planet Microformats acaba servindo de ponto de encontro de blogueiros que escrevem sobre as mesmas coisas para um grupo seleto. Ainda não vi muito modelos por ai, mas não é difícil enxergar o potencial disso entre grupos de interesses dos mais diversos. A probabilidade de encontrar a informação certa, escrita por pessoas do mesmo nicho que o seu, é muito maior do que no Google por exemplo. Vida longa aos agregadores de nichos!

  • http://www.needforlumbriga.com Camilo

    Acho que na idéia de fazer o serviço rodar sozinho, ele esqueceu (ou adiou) algumas coisas como separação de textos por língua (ou opção de receber textos em mais de uma língua).

    O Overmundo foi um negócio muito legal que apareceu. Acho a pesquisa por tags deles uma sacada muito boa.

    Mas parece que tem pouca gente usando o serviço, na primeira página neste momento todos os textos da home (20) e mais os textos recentes que aparecem são de somente 3 blogs diferentes.

    Acho válida a criação de ferramentas assim no Brasil, e principalmente em português, pois apesar de alguns sites conseguirem projeção em sites internacionais, a maioria dos textos é em inglês e no Brasil a percentagem dos que têm fluência nessa linguagem é pequena. Isso não é motivo pra deixarmos de aprender a língua, mas que existem pessoas não ligadas a tecnologia, criação pra web, etc, que usam a internet.

  • http://webnatal.wordpress.com Yalli Oliveira

    Legal, Interessante… espero que a moda pegue mesmo, pois será de grande contribuição para o mundo virtual… Ah, e o seu post já saiu lá também.. hehehe

    Abraço!

  • http://newalriadaexpress.blogspot.com Daniel Duende

    Achei bacana a citação do Overfeeds como um dos agregadores de feeds que se prestam a um nicho específico. É um serviço que tem tudo para ser bem bacana mesmo (e já é), mas que, como disse o Camilo, ainda merece receber mais atenção do que anda recebendo.

    De qualquer forma um serviço destes não decola da noite para o dia, com raras (e célebres) excessões. Cabe a nós que nos interessamos por eles meter a cara lá e tentar movimentar às coisas. As boas idéias pertencem a todos aqueles que as abraçam, e não apenas àqueles que as propuseram, não é mesmo?

    Abraços do Verde.

  • Pingback: Previsões para 2008 » Revolução Etc()